Blazer 2019 volta como SUV do Camaro

Carro de grande sucesso no Brasil, a Blazer ganha uma nova geração e se torna mais um SUV da Chevrolet no mercado mundial. Embora um nome bem conhecido dos brasileiros, o modelo surge nos EUA em um nível acima do Equinox e longe da proposta do utilitário esportivo que antecedeu por aqui a Trailblazer, comercializada por aqui pela GM.

Carros
2 anos atrás
Blazer 2019 volta como SUV do Camaro

Com aparência agressiva, a nova geração do produto impressiona pelo visual e já está sendo chamado de “Camaro dos SUVs” por lá e outros países. A nova versão chega após 13 anos, desde quando a antiga Blazer saiu de cena, versão americana daquela que também foi vendida no Brasil, e reaparece bastante modificada agora fazendo parentesco com o famoso muscle car, que também é vendido aqui no Brasil.

Produzido no México, o SUV dividirá a linha de montagem com o Equinox, que é importado de lá para o nosso País. O que nos faz pensar que a Nova Blazer também possa pintar por aqui em breve.

Preço

A renovada Blazer foi revelada pela General Motors em junho de 2018 no segmento de SUVs médios. Agora, a nova geração da Chevrolet Blazer finalmente começa a ser oferecida de forma oficial nos Estados Unidos.

Embora tenha sido registrada no Brasil pela GM, o crossover não teria muito espaço na atual gama de SUVs da General Motors por aqui. Logo, embora exista chances remotas, vale a torcida para que a montadora mude de ideia e ofereça esse carro de sucesso no País para os brasileiros também.

Por lá, ela aparece posicionada no line-up acima do Equinox e abaixo do Traverse, o utilitário chega ao mercado nas versões L, Blazer, RS e Premier com preços que começam em US$ 29.995, cerca de R$ 121.900 numa conversão simples.

Família global

A nova Blazer faz parte do que anunciou Mark Reuss, presidente da General Motors, no dia 11 de janeiro de 2019, que a empresa irá lançar, a partir deste ano, uma nova família global de veículos de alto volume.

Resultantes de investimentos anunciados em 2015, os novos modelos vão otimizar o complexo portfólio atual e contribuir para que a GM expanda seus negócios em mercados considerados estratégicos. O Brasil aparece nessa lista.

Até 2020, estes novos produtos vão representar um em cada dez automóveis vendidos pela GM no mundo. Até 2023, esta proporção subirá para um em cada cinco veículos comercializados, sendo 75% do volume total da companhia na América do Sul e 20% na China.

Em sintonia com a estratégia da GM em definir sua linha de veículos às novas demandas do consumidor, esta nova família global de veículos será composta por uma série de produtos, incluindo sedãs e SUVs das marcas Chevrolet e Buick, que foram desenvolvidos e validados por um time internacional de especialistas, representantes dos clientes de suas respectivas regiões.

Detalhes da Blazer 2019

A Blazer 2019 trará de fábrica em todas as versões faróis HID, luzes LED e espelhos aquecidos, além de sistema de infoentretenimento de 8 polegadas com Apple Carplay e Android Auto, ar-condicionado de duas zonas e bancos traseiros deslizantes. Os modelos mais caros adicionam teto solar panorâmico, câmera específica para auxiliar o engate de trailers, volante e bancos com função de aquecimento e piloto automático adaptativo.

Sem posição de mercado definida, o Chevrolet Blazer 2019 seria uma opção interessante acima do Equinox e da Trailblazer em preço. Derivado da plataforma que sustenta o Cadillac XT5, o modelo não tem motor e câmbio em longitudinal, mas sim transversal. Mesmo sendo feito na mesma fábrica de Cruze e Equinox, o SUV tem base diferente.

Mesmo assim, ele compartilhará alguns componentes, entre eles a transmissão automática de nove marchas do Equinox, que equipará as duas opções de motor, segundo o site GM Authority, haverá um 2.0 Turbo, sendo estas o 2.5 Ecotec SIDI com 194 cavalos, é o mesmo motor da S10 nacional, e 25,9 kgfm nas versões de base e V6 3.6 SIDI com 309 cavalos e 37 kgfm. O propulsor é o mesmo da Trailblazer vendida no Brasil, contudo com programação de maior força. Essa opção de quase 310 cavalos seria bastante atraente aos brasileiros.

Ainda de acordo com a GM, o SUV terá um sistema de tração AWD que pode desligar o eixo traseiro, assim como já visto na Equinox, disponível com dupla embreagem de acoplamento nas versões RS e Premier. A suspensão traseira é multilink e a capacidade de reboque é de 2.040 kg. O modelo ainda tem o Traction Select, que é um seletor de modos de condução que podem ser acionados com o carro em movimento, este disponível de série também no 2.5 FWD.

Em meio a outras inovações, o carro apresenta porta-luvas com trava eletrônica, carregador wireless para celular, seis portas USB, volante e bancos com aquecimento ativados pela chave. Além disso, conta com alerta de faixa com correção, frenagem automática de emergência, alerta de colisão, tela de multimídia de 8 polegadas e cluster digital.

Visual inspirador

Com visual agressivo e inspirador, o Chevrolet Blazer 2019 não se guia apenas no Camaro SS, mas também no LT. Logo, a frente segue os mesmos princípios de estética das versões do muscle car.

O veículo chega então em uma das versões com linhas mais expressivas, grade e logotipo em cor preta, rodas de colunas em preto fosco, entre outros atributos. Na outra, grade e detalhes na cor do carro, com colunas em preto brilhante, além de rodas diamantadas. O modelo tem tamanhos de 18 a 21 polegadas.

Com estilo muscular e imponente, o Chevrolet Blazer 2019 segue a tendência de faróis rebaixados com repetidores de direção, junto ao para-choque, tendo LEDs diurnos na parte superior. O teto é reto e a linha de cintura sobe abruptamente em direção ao teto e unindo-se ao defletor de ar no alto da tampa do bagageiro, criando colunas D bem expressivas. As lanternas em LED são grandes e possuem iluminação em forma triangular.

O desenho do SUV se define com a tampa do porta-malas que traz um recorte bem acentuado, simulando dando um aspecto de mal ao conjunto traseiro. O para-choque também tem um desenho bem interessante e integrado ao estilo superior. No caso do Chevrolet Blazer Premier, as rodas são tão brilhantes que chegam a ser conservadoras.

Já no modelo “SS”, a pegada visual tem mais a ver com o veículo. Internamente, o painel é muito parecido com o Camaro e com direito aos grandes difusores de ar centrais circulares e multimídia MyLink 3 com Android Auto, Car Play e OnStar, cuja tela fica semi-embutida.

O acabamento entre as duas versões, que em realidade são RS e Premier, por ser percebida nos detalhes, como costuras vermelhas e tonalidades mais escuras no primeiro e um ar mais sóbrio no segundo. O console central parece muito com o do Equinox e o volante de quatro raios e cromados é o mesmo nas duas versões de estilo do SUV de cinco lugares.

O SUV da Chevrolet tem ainda um sistema de monitoramento em 360 graus, controle de cruzeiro adaptativo, câmera de guia para engate do reboque, controle dinâmico de estabilidade de reboque, alerta de faixa com correção, frenagem automática de emergência, alerta de colisão, tela de multimídia de 8 polegadas, cluster digital, banco traseiro com ajuste de distância, entre outros.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?