Cayenne E-Hybrid, o novo queridinho da Porsche

A Porsche, conhecida por ser dona de supermáquinas, também entrou de cabeça no mundo hibrido e inicia a pré-venda da nova geração do Cayenne E-Hybrid. O modelo, que é um híbrido que pode ser recarregado na tomada, vem importado da Alemanha. A expectativa é que as unidades de pré-venda cheguem ao País em outubro.

Carros
3 semanas atrás
Cayenne E-Hybrid, o novo queridinho da Porsche

Preço

Para adquirir o carrão meio combustão, meio elétrico, o comprador vai ter de desembolsar R$ 435.000 reais.

Nessa faixa de valor, a nova versão ficará posicionada entre a versão de entrada de R$ 423.000 e a intermediária S tabelada em R$ 508.000.

Nova versão

Para aqueles que ainda não sabem como funciona essa combinação de motores, no caso desse SUV, ele conta com propulsor V6 de três litros (250 kW / 340 cv) combinado com um motor elétrico (100 kW / 136 cv) para gerar 340 kW (462 cv) de potência.

O torque máximo, de 700 Nm, é disponibilizado logo acima da rotação de marcha lenta. A propulsão híbrida plug-in do Cayenne permite a aceleração de 0 a 100 km/h em 5,0 segundos e uma velocidade máxima de 253 km/h.

De acordo com a Porsche, o novo Cayenne E-Hybrid pode percorrer uma distância de 44 quilômetros e alcançar velocidade de 135 km/h usando apenas eletricidade. O SUV conta ainda com 462 cv de potência de sistema com conceito de impulsão adicional do 918 Spyder.

Desempenho melhorado

Se por um lado o desempenho do motor a combustão melhorou moderadamente em 5 kW (7 cv) em relação ao do seu antecessor, atingindo 250 kW (340 cv), a performance do motor elétrico agora está mais de 43 por cento maior, com 100 kW (136 cv).

Ajustados, os dois geram uma potência total de 340 kW (462 cv). A tecnologia Sport Response, Resposta Esportiva, permite que o motor elétrico possa ser usado em todos os modos do pacote Sport Chrono de série para um ganho adicional na performance.

Isso quer dizer que o máximo torque do sistema está disponível assim que o motorista pressiona o pedal do acelerador. Dependendo da situação de condução e da necessidade de desempenho, o condutor continua a usufruir do torque adicional ao longo de toda a faixa de rotações. A duração do impulso adicional e a carga da bateria durante o percurso dependem do modo de condução selecionado.

Já nos modos designados ao desempenho – Sport e Sport Plus – virtualmente toda a energia da bateria pode ser usada para impulsão. No modo Sport, a bateria é carregada apenas na medida necessária para uma nova ação de impulsão. No modo Sport Plus, a bateria é recarregada o mais rapidamente possível. Os outros modos privilegiam a máxima eficiência de condução.

Maior capacidade

Com as mudanças promovidas, a capacidade da bateria também foi significativamente melhorada no Cayenne E-Hybrid, juntamente com a autonomia com eletricidade e as reservas para impulsão.

Vamos aos resultados: em comparação com o modelo anterior, a capacidade aumentou de 10,8 para 14,1 kWh. Isso equivale a um aumento de aproximadamente 30 por cento. A bateria com resfriamento líquido, alojada sob o assoalho de carga na traseira do carro, consiste de oito módulos de células, cada um deles com 13 células prismáticas de íons de lítio.

Como funciona a recarga

Nessa nova geração do Cayenne E-Hybrid, a bateria de alta voltagem localizada sob o porta-malas é carregada totalmente em 7,8 horas por meio de uma conexão de 230 volts e 10 amperes. Se for usado o carregador de bordo opcional de 7,2 kW e uma conexão de 230 volts com 32 amperes como alternativa ao carregador de série de 3,6 kW, a bateria é “preenchida” novamente em apenas 2,3 horas.

Em meio aos atributos digitais disponíveis, destaque para o modo E-Power no console. Com ele, o pedal do acelerador passa a ter dois níveis: o primeiro limita os esforços ao motor elétrico, mas um pouco mais de força no pé o leva ao segundo estágio, que acorda o motor V6.

Há um marcador que funciona como uma espécie de econômetro: mostra quando o motor elétrico está atuando para recarregar a bateria, para mover o carro ou quando o motor V6 está em ação.

Por enquanto, a Porsche oferece 23 estações próprias de recarga espalhadas por 5 estados diferentes: São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Paraná, mas outros carregadores podem ser utilizados.

Transmissão

Se liga nos detalhes da transmissão da mais nova supermáquina da Porsche que reprojetou o trem de força do Cayenne E-Hybrid.

O módulo híbrido consiste de uma combinação altamente integrada do motor elétrico com uma embreagem de separação. Diferentemente do sistema eletrohidráulico anterior, com atuador mecânico, a embreagem de separação agora é operada eletromecanicamente, o que garante tempos de reação ainda mais rápidos.

A transmissão ganhou o novo câmbio Tiptronic S recentemente desenvolvido para toda a linha Cayenne, com oito velocidades. A caixa de câmbio automática não apenas permite uma arrancada mais confortável e suave, mas também aumenta significativamente a velocidade das trocas de marchas. A interrupção da força de tração durante o processo de troca também foi reduzida ainda mais.

Tração integral ativa

Com o sistema de Gerenciamento de Tração da Porsche, o Porsche Traction Management – PTM, o Cayenne E-Hybrid possui tração ativa permanente nas quatro rodas distribuída através de uma embreagem multidiscos eletronicamente comandada, controlada por mapeamento.

Com sua ampla faixa de distribuição de torque, esse sistema proporciona claras vantagens em termos de dinamismo de condução, agilidade, controle de tração e capacidade off-road. Graças ao chassi completamente novo, o Cayenne E-Hybrid proporciona o mesmo dinamismo de condução de carro-esporte disponível em todos os modelos da nova geração do Cayenne.

O sistema de gerenciamento ativo da suspensão, chamado de Porsche Active Suspension Management – PASM, é disponibilizado de série. Itens opcionais incluem o sistema elétrico de estabilização de rolagem Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC) e um engate para reboque para cargas de até 3,5 toneladas.

Novos itens opcionais

Junto ao lançamento do Cayenne E-Hybrid, a Porsche está expandindo sua gama de sistemas de assistência e itens opcionais para toda a linha, com uma variedade de inovações.

Pela primeira vez, o head-up display é oferecido num Porsche: ele projeta todas as informações mais importantes sobre a condução diretamente na linha de visão do motorista, num mostrador totalmente colorido.

Outros novos itens agora disponíveis no Cayenne são o copiloto digital inteligente Porsche InnoDrive com controle de velocidade de cruzeiro adaptativo, bancos com massagem, um para-brisa aquecido, aquecimento independente com controle remoto e rodas de 22 polegadas de metal leve.

Ficha técnica

  • Motor: gasolina, diant., longit., 6 cil. em V, 2.995 cm3; 24V, turbo, inj. direta, 333 cv a 5.500 rpm, 44,9 mkgf a 3.000 rpm. Elétrico, diant., 95 cv a 2.200-2.600 rpm, 31,6 mkgf até 1.700 rpm. Combinado: 416 cv a 5.500 rpm, 60,2 mkgf a 1.250- 4.000 rpm.
  • Câmbio: aut., 8 marchas, tração integral
  • Suspensão: duplo A (diant.) e multilink (tras.)
  • Freios: discos ventilados
  • Direção: hidráulica, 11,9 m (diâmetro de giro)
  • Rodas e pneus: liga leve, 295/35 R21
  • Dimensões: compr., 485,5 cm; altura, 170,5 cm; largura, 193,9 cm; entre-eixos, 289,5 cm; peso, 2.350 kg; tanque, 80 l.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?