Chevrolet e Bolt EV: o elétrico chega em outubro

O martelo foi batido pela Chevrolet e o Bolt EV, carro elétrico da montadora, começa a ser vendido no Brasil em outubro desse ano.

Carros
1 ano atrás
Chevrolet e Bolt EV: o elétrico chega em outubro

Apresentado no último Salão do Automóvel de São Paulo, o Bolt EV é capaz de rodar até 383 quilômetros com uma carga. A recarga das baterias pode ser feita em tomadas comuns e também em carregadores semirrápidos, uma hora garante 40 km de autonomia, e rápidos, (30 minutos para transitar mais 145 km.

O motor elétrico do veículo da Chevrolet desenvolve uma potência equivalente a 203 cv, permitindo ao elétrico da Chevrolet acelerar de 0-100 km/h em 6,5 segundos.

Preço

O carro elétrico chegará ao mercado brasileiro apenas na versão de topo Premier, com preço de tabela de R$ 175 mil.

A chega dele esse ano já era prevista pela montadora que apostando que a indústria automotiva irá se transformar nos próximos 5 anos mais do nos últimos 50, seguindo o ritmo de mudanças que acontecem em outros importantes setores no mundo.

Apresentação

Com a prerrogativa que o carro elétrico é o primeiro grande passo para um horizonte mais sustentável, seguro e conectado, a Chevrolet apresentou aos brasileiros Bolt EV em 2018.

A exibição ocorreu durante o Salão do Automóvel de São Paulo, momento em que a empresa anunciou a comercialização do veículo no Brasil. Trata-se do primeiro carro elétrico do mundo a combinar preço acessível e autonomia semelhantes ao de um carro médio a combustão igualmente bem equipado.

“A evolução das necessidades dos nossos consumidores demanda novas soluções, entre elas a conectividade e a eletrificação. Ao mesmo tempo que tendências sociais relacionadas a mobilidade urbana e sustentabilidade têm mudado a forma como as pessoas interagem com os automóveis. A Chevrolet vai liderar o território da eletrificação no país com o Bolt EV, um carro 100% elétrico que chega para democratizar esta tecnologia no Brasil” destaca Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul.

Para o executivo, o caminho para a eletrificação envolve vários elementos importantes, como infraestrutura, custo dos veículos, políticas públicas e o reconhecimento dos benefícios proporcionados pela tecnologia, como a não emissão de poluentes. É neste quesito que os carros 100% elétricos mais se diferenciam dos híbridos.

Detalhes e autonomia

De acordo com dados da Chevrolet, além de divertido de dirigir, o Bolt EV é capaz de rodar, em média, 383 quilômetros com uma única carga das baterias – número superior a qualquer outro veículo de sua categoria. Vale ressaltar que o brasileiro roda, em média, 40 km em seus deslocamentos diários.

O modelo ainda conta com sistema regenerativo que aproveita a energia dissipada em frenagens e desacelerações para ampliar sua autonomia e garantir tranquilidade ao usuário em viagens mais longas.

A recarga das baterias é feita em tomadas e há opções que combinam com diferentes necessidades de deslocamento do usuário. No caso de um carregador semirrápido, uma hora garante 40 km de autonomia. Já em carregadores rápidos, encontrados em eletropostos, bastam 30 minutos para rodar mais 145 km.

Além de mais limpa, a energia elétrica gera economia para o motorista do Bolt EV. Hoje, o custo estimado por quilômetro rodado do elétrico da Chevrolet é cerca de quatro vezes inferior ao de um modelo do mesmo porte movido a gasolina.

O Bolt EV ainda oferece o alto torque característico dos motores elétricos. Arrancadas de 0 a 100 km/h podem ser feitas na casa dos 6,5 segundos. O motor elétrico do carro é capaz de gerar força máxima desde o momento em que o pedal do acelerador é acionado. São nada menos que 36,7 kgfm de torque e 230 cv.

Todo o fluxo de energia do carro pode ser monitorado por uma tela de 10,2 polegadas, que também exibe informações do computador de bordo e as imagens das câmeras espalhadas pelo carro, que podem gerar visão de 360°. Além disso também são usadas para a imagem limpa que aparece no retrovisor interno, sem interferências, como as cabeças dos ocupantes do banco traseiro, ou alguma bagagem que poderia obstruir o ângulo de visão do motorista. Outro ponto positivo do carro é a central multimídia, que se integra totalmente ao celular, mostrando inclusive aplicativos de navegação como Waze e Google Maps.

Feito com várias partes de alumínio e cinco diferentes tipos de aço, o Bolt pesa em torno de 1.600 kg, com perfeita distribuição de peso entre os eixos, sendo que apenas o sistema de baterias pesa 429 kg, que ficam no assoalho do carro. Isso contribui com a redução do centro de gravidade e, consequentemente, com a estabilidade nas curvas, bem como as rodas de aro 17 montadas em pneus 215/50R, que podem rodar por até 80 quilômetros mesmo com furos que não passem dos 4,7 mm, conforme a fabricante.

Rodagem

O Bolt EV representa a experiência e os investimentos de 20 anos que a GM faz nesta tecnologia como um todo. Tanto que os carros elétricos produzidos pela empresa no mundo já rodaram mais de 4 milhões de quilômetros. Megacidades, conectividade, novas soluções de mobilidade e sustentabilidade. Tudo isso tem influenciado na forma como os consumidores estão interagindo com os automóveis.

O Bolt EV é a porta de entrada para a total conectividade e para os carros autônomos. Como já dito, no Brasil, o Chevrolet Bolt EV começa a ser comercializado em 2019, e a configuração do modelo exposta no Salão do Automóvel de São Paulo é a mais completa.

Conheça as principais tecnologias disponíveis no veículo

Sistema regenerativo dos freios
Espelho retrovisor central por câmera
Assistente de estacionamento com visão 360 graus
Painel digital customizável

Driver Information Center com tela de 10,2 polegadas
Faróis com tecnologia HID
Pneus auto-vedantes
Assoalho plano com fechamento aerodinâmico
Sistema de recarga de smartphone por indução magnética (sem fio)
Assistente de permanência na faixa
Alerta de ponto cego
Aviso de tráfego traseiro cruzado
Alerta de colisão frontal
Frenagem automática para mitigar acidentes

Outras novidades

Além de anunciar o lançamento do Bolt EV, a Chevrolet, marca que mais investe em tecnologias de conectividade, divulga também a chegada do sistema de internet a bordo.

A internet de alta velocidade em veículos passa a ser oferecida a partir do próximo ano em modelos da Chevrolet. Estreia junto com um importante lançamento da marca, ainda não revelado.

“O carro com internet vai ser um diferencial estratégico da Chevrolet no mercado e inaugura o quarto nível de conectividade veicular no país”, contextualiza Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul.
Foi a própria Chevrolet quem popularizou as tecnologias de conectividade com o Onix, a partir de 2012. O modelo foi pioneiro na categoria ao oferecer multimídia com conexão para celular via Bluetooth, compatibilidade com ambos os sistemas Android Auto e Apple CarPlay, além do sistema avançado de telemática OnStar.

O sistema 4G permite internet de alta velocidade para que motorista e passageiros não precisem usar seus pacotes de dados pessoais para navegar em smartphones ou tablets, seja para trabalho, pesquisas ou entretenimento.

É possível conexão também com computadores, TVs, vídeo games e outros sistemas com tecnologia compatível. Até sete equipamentos eletrônicos podem ser pareados simultaneamente pelo veículo.

A oferta de Wi-Fi também tende a elevar o padrão de atendimento de profissionais que prestam serviço de transporte por aplicativo ou táxi, por exemplo.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?