Dicas de trânsito para dirigir melhor no dia-a-dia

Como enfrentar congestionamento nas estradas?

Carros
2 anos atrás
Dicas de trânsito para dirigir melhor no dia-a-dia

O mês de janeiro chegou ao fim, mas muitas famílias continuam de férias e o movimento nas estradas deve permanecer alto até o carnaval, que esse ano será realizado em março, ou final do verão. Aliás, as altas temperaturas tem feito muitas turistas aproveitaram o clima e sair rumo a região litorânea de todo país.

O período é excelente para viajar, mas antes de atingir o tão sonhado descanso é preciso enfrentar estradas, geralmente com trânsito intenso e, muitas vezes, com grandes congestionamentos.

Nesse artigo vamos elencar algumas dicas separadas pelo Detran.SP, Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo, sobre o que fazer e o que não fazer quando se vir “estacionado” no meio de uma rodovia e evitar surpresas desagradáveis que podem arruinar ou até mesmo acabar com o passeio ou viagem.

Mantenha distância do carro da frente

Com tantos veículos nas ruas nos dias de hoje, pequenos acidentes tem sido cada vez mais comuns e inevitáveis. Uma das principais regras quando estamos em uma estrada, rua ou avenida é manter distância do veículo da frente. Dessa forma, você garante a sua segurança e dos demais ocupantes.

Se houver um engavetamento, por exemplo, seu carro não se chocará com o veículo da frente e você, além de não correr riscos de se machucar, não terá que arcar com o prejuízo de terceiros. Essa atitude também será útil para garantir uma área de manobra caso seja necessário.

Como toda atenção é necessária ao pegar o volantes, o motorista mais atento pode escapar de pequenas batidas ao seguir a regra a questão de manter o mínimo de distância exigida por lei.

Nunca ultrapasse pelo acostamento

Muito comum de se ver em grandes congestionamento são os espertinhos se aproveitando do acostamento para escapar do trânsito, como se isso fosse levar vantagem.

Pois bem. É com ficar claro que, além de uma tremenda falta de educação e respeito com os outros motoristas, ultrapassar pelo acostamento é um baita risco e infração gravíssima.
De acordo com a PRF, Polícia Rodoviária Federal, além da infração, que é gravíssima, os condutores ainda colocam em risco os outros motoristas, quando tentam retornar bruscamente para a via correta ao avistarem a viatura.

A multa por ultrapassar pelo acostamento é de R$ 1.467,37. Já por transitar pela área proibida é de R$ 880,41. Ambas resultam em sete pontos na carteira de motorista.

Tire o pé da embreagem

Ficar pisando na embreagem sem necessidade compromete a vida útil deste componente. Em caso de estar em uma descida, utilize o freio e acione a embreagem quando for colocar o carro efetivamente em movimento.

Nos casos de carros automáticos é preferível passar o câmbio para a posição “N” nas pausas maiores e segurar o carro no freio.

Outras dicas importantes

Nada de desligar o veículo em toda parada no meio de um engarrafamento. Só o faça se perceber que a parada será realmente longa, ou em túneis em que essa recomendação seja expressa. Caso contrário, ao invés de ajudar, por acabar causando prejuízo de componentes e também financeiro.

Não use a “banguela”
Nunca tente deslocar o carro desengrenado ou desligado, pois a maioria dos sistemas de freios perde sua eficiência e você corre o risco de causar algum acidente.

Essa é uma opção que deve ser descartada. Não traz benefícios e ainda pode resultar em outros problemas mais sérios.

Para quem acha que economiza combustível, isso também não é verdade. Pelo contrário, com o veículo no ponto morto se gasta mais combustível, pois quando o veículo está engatado e sem aceleração o sistema diminui a quase zero a injeção de combustível. No entanto, se o veículo estiver “na banguela” o sistema de injeção continuará injetando combustível para manter o motor ligado.

Saúde a bordo

Para evitar o tédio e manter o bom-humor nessas horas, algumas dicas podem ajudar. Entretanto, certifique-se de realizá-las somente se o trânsito estiver totalmente parado, caso contrário, você poderá adquirir algumas multas, pontuação na carteira e até causar acidentes. Além disso, mantenha a atenção no ambiente externo para evitar surpresas desagradáveis como um assalto.

Ficar estressado não vai tirá-lo do congestionamento. Se estiver na companhia de outras pessoas, puxe um papo, mas sem se desconcentrar do volante e do trânsito.

Ficar nervoso porque o trânsito não anda, não vai adiantar. Então, nada de ‘botar’ a mão na buzina, xingar outros motoristas e tentar realizar manobras que podem colocar você e outras pessoas em risco.

Pense em quantas vezes você já passou pelo mesmo local, mas não prestou atenção nos detalhes do caminho? Veja os desenhos arquitetônicos daquela igreja antiga no final da avenida, quais prédios estão sendo construídos e quais já estão prontos, onde há árvores, as cores das fachadas, enfim, aprecie os detalhes do caminho que você costuma fazer.

Sintonizar o rádio em uma música tranquila pode ajudar. Ou até mesmo colocar para ouvir sua lista de som preferida para cantar e relaxar, mas sempre se lembrando de não deixar de ter atenção com ao trânsito e o que ocorre em sua volta.

Outra orientação importante é deixar as costas bem apoiadas no banco e segurar o volante com os braços levemente dobrados. Embora hoje em dia existam automóveis com tecnologias a seu favor nesse sentido, a maioria ainda não dispõe de veículos populares.

Se for o caso, parar o veículo em local permitido e apropriado, sair do carro e se alongar. Se o carro está parado, aproveite para esticar o corpo e também para fazer exercícios de respiração. Realize movimentos circulares com o pescoço e use as técnicas da “auto-massagem” para relaxar os músculos.

Braços alongados: aproveite para relaxar a musculatura, inclusive a dos ombros. Entrelace os dedos e, em seguida, estenda os braços, mantendo os cotovelos para fora. Depois, tente esticar um dos membros junto ao peito, enquanto o outro o sustenta. Mantenha essa posição por pelo menos 15 segundos e repita com o outro braço.

Pescoço esticado: para diminuir a tensão do pescoço, gire a cabeça lentamente para um lado e depois para o outro, repetindo o movimento três vezes. Coloque também sua mão sobre a orelha oposta, por cima da cabeça, e puxe por ao menos 10 segundos. Em seguida, faça o mesmo com o outro lado.

Bolinhas de mão (usadas em fisioterapia): ao apertá-las, você ativa a circulação dos braços e os fortalece. Faça isso dez vezes com cada mão durante as paradas. Esse tipo de isometria, em que se faz força sem carregar peso, também ajuda a relaxar os ombros.

Dos pés para o corpo: para melhorar a circulação e desenvolver a musculatura da panturrilha, flexione a planta dos pés, como se estivesse jogando os dedos para baixo. Depois, faça o inverso, apontando os dedos para cima. Repita isso pelo menos dez vezes a cada 30 minutos.

Outra dica fundamental é descansar. Evite acidentes descansando a cada 3 horas ou quando sentir sono. Durante esse intervalo, desça do carro, faça alongamentos e caminhe um pouco.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?