Fiat Argo, incontestável e brilhante

Aposta da Fiat para aposentar outros veículos e ser o ponto de partida para a virada contra os concorrentes, o Argo chegou ao mercado nacional quebrando paradigmas e mostrando do que é capaz.

Carros
2 anos atrás
Fiat Argo, incontestável e brilhante

Assim, novo hatchback chegou às concessionárias com a dura missão de substituir o Palio e toda a linha Punto de uma só vez.

O carro conta com 8 variantes, três versões de acabamento, três opções de câmbio e três motorizações. É tanta opção que deixa o consumidor em dúvida na hora de fechar negócio.

O design do Fiat Argo segue a tendência dos modelos europeus recentes da marca. Por essa razão, olhando o Argo de frente é possível notar semelhanças com outros modelos da montadora. A grade frontal tridimensional é um dos destaques da dianteira.

A versão topo de linha, HGT, possui um acabamento em vermelho na parte debaixo da grade, dando um charme especial ao modelo. Esta versão também vem com outros itens exclusivos, como os spoilers dos para-choques, o escapamento com pontas cromadas e suspensão esportiva. O ar-condicionado está disponível em todas as versões e essa medida tomada pela Fiat agrada muito os consumidores.

O Argo tem interior com acabamento acima da média dos compactos vendidos até então pela marca, evitando que alguém aponte defeitos. As peças são bem encaixadas e a qualidade dos plásticos que se equipara à da Toro, mesmo nas versões mais baratas, surgem como destaques.

Preços e versões

São oito versões disponíveis e todas elas vêm equipadas com uma série de itens.
Argo 1.0 – R$ 44.990,00
Argo Drive 1.0 Firefly – R$ 47.790,00
Argo Drive 1.3 Firefly – R$ 54.990,00
Argo Drive 1.3 Firefly GSR – R$ 59.990,00
Argo Precision 1.8 E.Torq – R$ 62.290,00
Argo HGT 1.8 E.Torq – R$ 65.290,00
Argo Precision 1.8 E.Torq AT6 – R$ 68.290,00
Argo HGT 1.8 E.Torq AT6 – R$ 71.390,00

O Argo 1.0 flex manual, carro de entrada, traz aerofólio traseiro, alertas de limite de velocidade e manutenção programada, apoia-pé para o motorista, ar-condicionado, banco traseiro rebatível, brake light, check quadro de instrumentos, cintos de segurança traseiros (laterais e central) retráteis de 3 pontos, computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso), direção elétrica progressiva, Drive by Wire (Controle eletrônico da aceleração), ESS (Sinalização de frenagem de emergência), encosto de cabeça traseiro central, espelho no para-sol lados motorista e passageiro
Follow me home, gancho universal para fixação cadeira criança (Isofix), HCSS (Sistema de partida a frio sem tanque auxiliar de gasolina), HSD (High Safety Drive) – Airbag duplo (motorista e passageiro) e ABS com EBD
Iluminação do porta-malas, Lane Change (Função auxiliar para acionamento das setas indicando trocas de faixa) e limpador e lavador do vidro dianteiro com intermitência.

Argo Drive 1.0 – todos os itens do modelo acima, mais sistema start-stop, ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas e tela de TFT de 3,5 polegadas no centro do painel de instrumentos.

Como opcionais aparecem rádio Connect, câmera de ré + sensor de estacionamento traseiro, retrovisor elétrico com função tilt down e repetidores de seta laterais + vidros elétricos traseiros, central multimídia com tela de 7 polegadas + volante multifuncional com comandos de som e telefone + segunda entrada USB.

Argo Drive 1.3 MT – todos os itens do Drive 1.0 , mais sensor de pressão dos pneus, central multimídia com tela de 7 polegadas e volante multifuncional. Os opcionais são: rodas de liga leve de 15 polegadas + faróis de neblina, câmera de ré + sensor de estacionamento traseiro, retrovisor elétrico com função tilt down e repetidores de seta laterais + vidros elétricos traseiros.

Argo Drive 1.3 GSR tem todos os artigos do Drive 1.3 MT, mais controles de estabilidade (ESP) e de tração, paddle shifts e assistente de partida em rampas. Nessa versão os opcionais são: rodas de liga leve de 15 polegadas + faróis de neblina, câmera de ré + sensor de estacionamento traseiro.

Argo Precision 1.8 MT chega com os itens do Drive 1.3 GSR, além de faróis de neblina, faróis com leds, rodas de liga leve de 15 polegadas e banco traseiro bipartido. Os opcionais são: airbags laterais, bancos em couro + rodas de liga leve de 16 polegadas, câmera de ré + sensor de estacionamento traseiro, tela de TFT de 7 polegadas no centro do painel + ar-condicionado digital + rebatimento dos retrovisores + partida do motor sem chave + sensor crepuscular + sensor de chuva + retrovisor fotocrômico.

Argo Precision 1.8 AT vem com os itens do Precision 1.8 MT e piloto automático, paddle shifts e volante revestido em couro. Surgem como opcionais: airbags laterais, bancos em couro + rodas de liga leve de 16 polegadas, câmera de ré + sensor de estacionamento traseiro, tela de TFT de 7 polegadas no centro do painel + ar-condicionado digital + rebatimento dos retrovisores + partida do motor sem chave + sensor crepuscular + sensor de chuva + retrovisor fotocrômico

Argo HGT 1.8 MT ou AT conta com itens do Precision 1.8 AT + tela de TFT de 7 polegadas no painel, rodas de liga leve de 16 polegadas, ponteira de escapamento. A configuração automática acrescenta piloto automático e apoio de braço para o motorista. Na lista de opcionais está: airbags laterais, bancos em couro + rodas de liga leve de 16 polegadas, câmera de ré + sensor de estacionamento traseiro, ar-condicionado digital + rebatimento dos retrovisores + partida do motor sem chave + sensor crepuscular + sensor de chuva + retrovisor fotocrômico.

Motores e potência do Fiat Argo

A linha Argo conta com 3 opções de motores, com diferenças significativas entre eles. A versão de entrada vem com o mesmo motor Firefly do Uno, 1.0 6V tricilíndrico. Ele rende 77 cv com etanol e 72 cv com gasolina, e o torque máximo é de 10,9 kgfm e 10,4 kfgm, respectivamente. O motor 1.3 8V entrega 109 cv de potência com etanol e 101 cv com gasolina. O torque chega a 14,2 kgfm e 13,7 kfgm, respectivamente.

As versões acima comportam um propulsor 1.8 flex, capaz de entregar 135 cv de potência e torque de 18,8 kgfm com gasolina, ou 139 cv e 19,3 kgfm com etanol. A transmissão pode ser manual ou automática com borboletas atrás do volante para trocas manuais.

O Argo Drive 1.0 será vendido apenas com câmbio manual de cinco marchas, enquanto o Drive 1.3 terá a opção da caixa automatizada GSR de cinco velocidades. Já o Argo Precision tem o câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis velocidades.

De acordo com a marca, a aceleração de 0 a 100 km/h ocorre em 9,2 segundos e velocidade máxima de 192 km/h, ambos com etanol no tanque. Se a escolha for pela gasolina, os números são de 9,6 segundos e 190 km/h, respectivamente.

A Fiat divulga consumo de combustível de 7,8 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada com etanol. Medindo com gasolina, o Argo 1.8 faz 11,4 km/l no percurso urbano e 13,3 km/l na rodovia.

Pontos fortes e fracos do Fiat Argo

Para os compradores, o veículo bem equipado, a suspensão absorvendo bem os impactos e a rede de concessionárias ampla são pontos fortes que podem elevar a venda do Argo.

“O carro tem um design bonito e bem acabado. A suspensão macia absorve bem as irregularidades das ruas de São Paulo e o motor moderno tem bom desempenho. Um carro que chega para brigar forte entre os hatchback existentes no Brasil”, declarou Gilberto Fernades.

O design também foi destacado por Ronaldo Santos. “O carro vem com apelo esportivo. Além de tudo, é econômico e tem força para ultrapassagens. Só acho que merecia uma sexta marcha para reduzir a rotação a 120 km/h”, pontuou.

Já Leandro Augusto citou a estabilidade e os itens de série como diferenciais. “Posso afirmar que a manutenção também entra na lista de coisas boas que o veículo oferece. Sem dizer a segurança, valor do seguro, tecnologia empregada, dirigibilidade, espaço interno e bom porta-malas para categoria. Um carro excelente”, relatou.

Já teve proprietários que sinalizaram como pontos fracos do Fiat Argo o câmbio que foi julgado impreciso e os serviços de pós-venda.

“Acho que isso é um mal da Fiat. Vejo muito mais críticas do que elogios sobre o pós-venda. Aponto ainda como problema no carro a falta de luzes no quebra-sol e puxadores de plásticos que poderiam ser cromados”, disse Jones Lucas.

O sistema start-stop foi apontado como um problema. “Ele é ruidoso quando aciona o motor de partida. Sem contar que não funciona direito e precisa de um macete, diferente desse sistema no carro importado que funciona em qualquer situação. Pelo valor do veículo, deveria vir com mais airbags também”, citou Flavio Oliveira.

Pode pintar uma versão aventureira

Após completar quase uma de seu lançamento, o Argo pode ganhar ainda esse ano uma versão aventureira. A Fiat tem uma tradição de oferecer versões off-roads de seus carros, com o nome de Way ou Adventure. Tudo indica que o Argo não fugirá dessa tradição.

Segundo se sabe a montadora italiana já teria aprovado o chamado Projeto X6HX e começou a solicitar as peças para produzir os primeiros protótipos. Segundo informações não confirmadas, a apresentação do modelo pode acontecer no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro.

O carro terá suspensão é elevada, para aumentar a altura em relação ao solo, com novos amortecedores e pneus de uso misto, além de adotar molduras nos porta-malas e caixas de rodas, e rack de teto. O Argo Way pode vir ainda com para-choques dianteiro e traseiro exclusivos. Por dentro, deve pintar novidades como apliques no forro das portas e no painel, e bancos com revestimento diferenciado.

Veja a ficha técnica de algumas das versões

Motor: 1.0
Transmissão: Manual de 5 marchas
Aceleração (0 à 100km/h): 13,4 s
Velocidade Máxima (km/h): 162 (e) / 157 (g)
Cilindrada (cm3): 999
Potência (cv): 77 (e) / 72 (g)
Torque (kgfm): 10,9 (e) / 10,4 (g)
Freios: dois freios à disco
Comprimento: 3998 mm
Largura: 1724 mm
Altura: 1503 mm
Distância entre eixos: 2521 mm
Peso: 1105 kg
Porta – Mala (L): 300
Direção: Elétrica
Tanque de Combustível: 48 L

Fiat Argo Drive 1.3 Firefly
Motor: 1.3
Transmissão: Manual de 5 marchas
Aceleração (0 à 100km/h): 10,8 s
Velocidade Máxima (km/h): 184 (e) / 180 (g)
Cilindrada (cm3): 1332
Potência (cv): 109 (e) / 101 (g)
Torque (kgfm): 14,2 (e) / 13,7 (g)
Freios: dois freios à disco com dois discos ventilados
Comprimento: 3998 mm
Largura: 1724 mm
Altura: 1501 mm
Distância entre eixos: 2521 mm
Peso: 1140 kg
Porta – Mala (L): 300
Direção: Elétrica
Tanque de Combustível: 48 L

Fiat Argo HGT 1.8 E.Torq
Motor: 1.8
Transmissão: Manual de 5 marchas
Aceleração (0 à 100km/h): 9,2 s
Velocidade Máxima (km/h): 192 (e) / 190 (g)
Cilindrada (cm3): 1747
Potência (cv): 139 (e) / 135 (g)
Torque (kgfm): 19,3 (e) / 18,8 (g)
Freios: dois freios à disco com dois discos ventilados
Comprimento: 4000 mm
Largura: 1724 mm
Altura: 1505 mm
Distância entre eixos: 2521 mm
Peso: 1243 kg
Porta – Mala (L): 300
Direção: Elétrica
Tanque de Combustível: 48 L

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?