Ford mostra detalhes do Escape, que está chegando ao Brasil

Vem aí um novo SUV de porte da Ford. Estamos falando do Escape que sempre dividiu a mesma plataforma do Focus e deve ser o substituto dele daqui para frente em vários países, incluindo o Brasil. O veículo chega dando continuidade ao novo direcionamento da montadora que aposta em picapes e SUVs no lugar de hatches e sedãs.

Carros
1 ano atrás
Ford mostra detalhes do Escape, que está chegando ao Brasil

Completamente novo, o Escape 2020 é construído sobre uma nova arquitetura modular extremamente versátil, capaz de entregar quatro versões, sendo duas delas com conjunto híbrido, ação cada vez mais comum entre as montadoras em seus lançamentos a partir de 2019.

Novo estilo, novo visual

Na parte visual, nota-se o DNA do Mustang, também presente no novo Focus europeu. O nariz de tubarão foi mantido e pronuncia a dianteira com o padrão shark face. Na lateral, o Escape tem linhas arredondadas e suaves. Na traseira, novas lanternas horizontais bi-partidas invadem a tampa do porta-malas e o resultado final é um SUV com mais jeito de carro, ou seja, mais baixo, mais largo e mais comprido do que a geração atual.

A nomenclatura aplicada com letras bem espaçadas é outra novidade. Dependendo da versão, as rodas ficam entre aros 17 e 19 polegadas. “O novo Escape traz design mais elegante e esportivo, capacidade de acompanhar praticamente todo tipo de aventura e, com os novos motores híbridos, líderes na categoria, os clientes vão gastar menos tempo no posto de combustível e mais tempo na estrada”, falou Kumar Galhotra, presidente da Ford na América do Norte.

Mais leve

Com utilização de aço leve de alta resistência, os engenheiros da Ford conseguiram deixar a nova geração 90 kg mais leve que a anterior. Somado a chegada dos novos motores e transmissão e aprimoramentos na aerodinâmica, o resultado é o seguinte: todas as versões, as duas com motores EcoBoost e os novos híbridos, têm autonomia estimada de pelo menos 643 km. Já a versão híbrida com tração dianteira deve oferecer a maior autonomia da categoria, com range superior a 885 km.

Uma curiosidade sobre o nome do carro e que na Europa, o Escape é vendido como Kuga. A nova geração dele também foi revelada, no entanto com uma estética levemente diferente, mudando o para-choque e mais alguns detalhes.

Motores e transmissões

Inicialmente, a nova geração do Escape será vendida no mercado norte-americano e traz quatro motorizações e níveis de acabamento. São eles: S, SE, SE Sport, SEL, Titanium.

Em meio aos detalhes, as versões equipadas com motores EcoBoost e a versão híbrida terão tração nas quatro rodas. Com os motores 1.5 e 2.0 turbo, a única transmissão disponível será a automática de 8 marchas. Já as versões híbrida e híbrida plug-in trabalharão em conjunto com uma nova transmissão chamada e-CVT.

O novo motor 2.0 EcoBoost Turbo, disponível na Titanium, entrega 253 cv de potência e 38 kgfm de torque. De acordo com a fabricante, a aceleração de 0 a 100 km/h é até 10% mais rápida que no Escape 2.0 anterior.

O novo 1.5 EcoBoost que abastece as versões S, SE e SEL, gera 183 cv e 24 kgfm de torque. Para ajudar a economizar combustível, o 1.5 EcoBoost estreia a desativação de cilindro, sistema pioneiro no segmento que identifica quando a força do motor não é totalmente necessária e desliga um cilindro automaticamente.

Já a versão híbrida será oferecida nas configurações SE Sport e Titanium, associados a um motor híbrido de ciclo Atkinson de 2.5 litros e transmissão automática continuamente variável, batizada de e-CVT. Com tração dianteira, entrega potência combinada de 200 cv e velocidade máxima de 137 km/h no modo puramente elétrico.

No caso do modelo híbrido plug-in, disponível em todos os níveis de acabamento, exceto S e SE Sport, entrega autonomia no modo elétrico de pelo menos 48 km. Em uma tomada de 110 volts convencional, o tempo estimado de carga total da bateria é de 10 a 11 horas. Usando uma tomada de 240 volts com recarga rápida, o tempo cai para cerca de 3,5 horas.

As duas versões híbridas possuem seletor de modos de condução. O primeiro é o modo Auto EV, permitindo ao motorista se veículo vai rodar com gasolina ou energia elétrica, dependendo das condições. O segundo é o modo EV Now que utiliza apenas energia elétrica. Terceiro, o modo EV Later usa o motor a gasolina, poupando energia elétrica.

Em todos os modos, o veículo continua a recarregar a bateria, gerando energia elétrica para rodar mais tarde.

Nas versões a gasolina, os modos de condução configuram os parâmetros de uso do carro em normal, eco, esporte, escorregadio e rodagem na areia e neve. São alteradas configurações de resposta do acelerador, direção e controles de tração e estabilidade. Ao alterar o modo, a suspensão não muda.

Equipamentos

Não é só na parte estética que o Escape chega com mudanças. Junto a nova arquitetura, a Ford também amplia a oferta de itens e equipamentos.

Entre as novidades estão o novo mostrador head-up, que projeta informações em uma tela de 6 polegadas, sistema de estacionamento automático 2.0, assistência de manobras evasivas que detecta um veículo parado ou mais lento à frente e dá suporte na direção para ajudar a evitar uma colisão iminente.

Vem com Ford Co-Piloto 360, piloto automático adaptativo com Stop & Go e centralizador de faixa, conexão Wi-Fi 4G LTE para até 10 dispositivos móveis, FordPass Connect para acesso remoto ao Escape via smartphone que permite bloquear, desbloquear, localizar e dar partida no veículo, carregamento sem fio no console, portas USB, além de três tomadas de 12 volts.

Charme na maioria dos carros atuais, a tela sensível ao toque de 8 polegadas vem de série nas versões SE e acima. Ela compartilha informações com o painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas, o mesmo do Mustang e do novo Explorer. O sistema de infotainment é o SYNC 3, que agora além ser compatível com os sistemas Apple CarPlay, Android Auto, também traz integração direta com o Ford+Alexa e Waze.

Produzido na fábrica da Ford em Louisville, no Kentucky (EUA), o novo Escape chegará ao mercado norte-americano em meados do segundo semestre. A versão híbrida plug-in estará disponível no ano que vem.

O Escape vem para Brasil?

Tudo indica que o Escape vai desembarcar no Brasil. Isso se deve ao fato dos anúncios feitos pela Ford sobre a retirada do Focus de linha e fazer o mesmo com o Fiesta.

Com essas medidas, não resta outra saída a montadora americana, a não ser lançar novos modelos por aqui. De acordo com fontes do mercado, a Ford deverá lançar três novos SUVs no Brasil até 2021. Um deles será o Escape, via México ou Estados Unidos inicialmente. Depois, poderia ocupar a linha do Focus na Argentina que será desativada em maio.

Se de fato surgir no país, o novo Ford Escape deve ser posicionado para ser um concorrente direto ao Jeep Compass, já que possui entre-eixos de 2.710 mm e comprimento de 4.585 mm, tendo tamanho e porte similar. O ponto positivo fica por conta do conjunto de opções mais variado, com direito à versão híbrida. Caso dê as caras por aqui, seu desembarque nas lojas brasileiras deve acontecer somente em 2020.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?