Hyundai aposta em nova geração do Sonata

Entre idas e vindas, a Hyundai resolveu apostar novamente novamente no Sonata, que teve a sétima geração, as mais recente por sinal, lançada em 2014. Pelas primeiras imagens reveladas do carro, é possível notar que ele surge totalmente renovado.

Carros
1 ano atrás
Hyundai aposta em nova geração do Sonata

A oitava da prole do sedã ganhou estilo bem diferente da anterior e ares mais europeus. O perfil agora lembra o de um cupê de quatro portas em razão da nova linguagem visual chamada de “Sensuous Sportiness”, que deve aparecer também em outros modelos da marca.

Dentre as mudanças, o sedã ficou três centímetros mais baixo, 2,5 centímetros mais largo e 4,5 centímetros mais comprido que a geração anterior. Ou seja, estamos de diante de um Sonata mais encorpado. A grandiosidade também notável considerando o entre-eixos agora 3,5 centímetros maior para aumentar o espaço interno. Atrás, chama atenção o filete de LED que atravessa a traseira e une as duas lanternas.

Mais luxuosa, a cabine também foi reformulada. Tem vários compartimentos cromados, iluminação ambiente e acabamento de couro. O console central trocou a alavanca de câmbio convencional por uma eletrônica, para liberar mais espaço na região. A marca também evitou usar telas muito grandes no interior, o que considera foco de distração para o motorista.

Detalhes ainda não revelados

Durante a apresentação do carro, a Hyundai ainda não revelou que motores equiparão a nova geração do Sonata. Contudo, o modelo terá muita tecnologia à disposição. Uma das novidades será um aplicativo para celulares que poderá transformar o dispositivo na chave do carro. Por meio de NFC, o celular poderá destrancar as portas do sedã.

Além disso, itens de segurança como frenagem autônoma de emergência e monitores de ponto cego e faixa de rolamento deverão vir de série no modelo. A Hyundai ainda não revela detalhes das listas de equipamentos do novo Sonata.

Versão Esportiva

Apostando forte em apimentar toda sua linha de produtos, a Hyundai já prepara uma versão esportiva do sedã de luxo. A decisão foi tomada após também direcionar os atributos ao i30 e Veloster. Com a linha esportiva N, a marca confirmou que a nova geração do Sonata também receberá o tratamento da divisão diferenciada.

O sedã foi destaque da Hyundai nos salões de Nova York, nos Estados Unidos, e Xangai, na China, em abril. Agora, a versão esportiva N, será lançada já no próximo ano. A informação foi confirmada por Brian Smith, CEO da marca para os Estados Unidos.

A mecânica do Sonata N não será diferente do oferecidos nos outros produtos esportivos da companhia. É um quatro cilindros de 2 litros, turbo, que rende 278 cv e 36 mkgf. Nos hatches i30, i30 Fastback e Veloster com a insígnia N, esse propulsor vem associado a um câmbio manual de seis velocidades.

Esta geração está três centímetros mais baixa, 2,5 centímetros mais larga e 4,5 centímetros mais comprida que a geração anterior. O entre-eixos também ficou 3,5 centímetros maior para aumentar o espaço interno. Atrás, chama atenção o filete de LED que atravessa a traseira e une as duas lanternas.

No pacote de tecnologia, há um aplicativo para celulares que poderá transformar o dispositivo na chave do carro. Por meio de NFC, o celular poderá destrancar as portas do sedã. Além disso, itens de segurança como frenagem autônoma de emergência e monitores de ponto cego e faixa de rolamento estão disponíveis na oitava geração.

Geração atual foi lançada em 2014

A sétima geração do modelo foi lançada em abril de 2014. O visual era inspirado pelo “design fluído”, mas com toques mais sóbrios. Foi nesse período também que o sedã ganhou novos motores, mais potentes e econômicos.

Em relação à sexta geração, o modelo ficou 3,5 cm mais comprido e 3 cm mais largo. O chassi também mudou.

Segundo informações da Hyundai, a rigidez torcional do projeto aumentou em 41%. O modelo foi testado no circuito de Nurburgring, na Alemanha.

O Hyundai Sonata foi o primeiro carro da marca sul-coreana lançado no Brasil dentro da afamada filosofia da “escultura fluida”. Mais do que simples marketing, esse estilo acabou mudando o patamar do sedã lá fora, e isso acabou refletindo por aqui também.

Antes do modelo atual, o veículo já tinha sido lançado em cinco gerações anteriores, a primeira em 1985. Na época, ele se destacava pela carroceria bicolor e pela tração traseira. Sem muito sucesso, o modelo ganhou uma nova geração pouco tempo depois, em 1988, passando a ser oferecido apenas com tração dianteira.

Em meio as investidas para emplacar o sedã no mercado, a Hyundai investiu pesado na linha de motores e na tecnologia nas duas gerações seguintes, que apareceram em 1993 e 1998, respectivamente. Entre as novidades estava um novo propulsor 3.0 V6, oferecido apenas em alguns mercados. Em 2005, quando a quinta geração foi lançada, o Sonata recebeu uma nova plataforma e os novos motores da família Theta.

Mas mesmo com todo esse esforço, o visual continuava sem graça, e isso afetava diretamente as vendas em vários mercados, não apenas no Brasil. Foi apenas com a chegada da sexta geração, em 2010, que tudo mudou. Essa encarnação, aliás, os brasileiros conhecem bem, pois foi exatamente quando a marca decidiu trazer novamente o Sonata para o Brasil, depois do fracasso com modelos anteriores, entre 1994 e 2002.

Modelo retocado chega ao Brasil em 2013

Em 2013, depois de alguns meses sem importar o Sonata, especialmente por seu posicionamento entre Elantra e Azera, a Hyundai trouxe uma versão retocada do sedã para o Brasil. Mas o valor em torno de R$ 105.000, assustava.

Sem muitas novidades, apenas algumas pensadas e pontuais. Em meio as inovações, o Sonata passou a ter faróis de xenônio com um visual diferente e novos faróis de neblina, enquanto as lanternas receberam iluminação em LEDs e um novo esquema de filetes. A antena passou a ser do tipo barbatana de tubarão e as rodas de 18 polegadas foram atualizadas.

As novidades internas incluíam uma nova tela multimídia de sete polegadas e sensível ao toque. Dentre as suas várias funções, estavam o navegador GPS, câmera de ré e conexão Bluetooth.

Linha de motores

Durante a sua história, o Sonata também ganhou variações de motores. A linha de propulsores, em suas várias gerações, já teve opções bem variadas. Desde as opções 1.6, 2.0 e 2.4, a gasolina, até um motor 1.7 turbodiesel. Além delas, o sedã já teve motores maiores, como 2.5, 2.7 e 3.0, todos V6.

No entanto, o Sonata vendido no Brasil sempre teve o propulsor de 2,4 litros, quatro cilindros e 16 válvulas. Esse motor é dianteiro, transversal, com injeção multiponto e comando de válvulas duplo no cabeçote.

A potência divulgada inicialmente era de 198 cv, como nos Estados Unidos, mas acabou sendo menor, ficando em 182 cv e 23,3 kgfm de torque.

O conjunto também contava com uma transmissão automática sequencial de seis velocidades. Dessa forma, o Sonata acelerava de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos, chegando a uma velocidade máxima de 208 km/h.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?