JAC T40, um chinês para levar a sério

Inicialmente lançado apenas com câmbio Manuel, o novo JAC T40 que já conquistou o gosto do consumidor brasileiro, agora conta com transmissão automática CVT.

Carros
2 anos atrás
JAC T40, um chinês para levar a sério

Com um projeto bem ajustado, o formato SUV/Crossover, surge para oferecer rolagem agradável, boa aparência e habitabilidade.

Com essa combinação, consegue oferecer linhas atrativas, somado ao tratamento interno simpático aos olhos e ao tato. Bancos frontais especialmente receptivos, painel bem distribuído, comandos à mão. Não tem jeito, os chineses aprendem, rapidamente, a fazer automóveis e fazem bem feito.

Com o modelo, a fabricante quer chegar aos 8 mil carros vendidos por ano no país. A meta é dobrar o que a marca vende hoje, já contando o aumento causado pela chegada do T40. Para isso, as mudanças não se restringiram a apenas uma nova transmissão.

O veículo está na categoria de quem busca um carro no segmento SUV, mas não quer gastar muito por isso, sendo uma ótima opção no mercado nacional.

A nova linha do T40 chega com diversas novidades, aparência de SUV e sai de fábrica com extensa gama de equipamentos que inclui câmera frontal.

O comércio de importados tem crescido em função das mudanças nas regras de importação, não há mais cota limitadora de 4.800 unidades/ano e nem os 30 pontos percentuais no IPI.

Preços e versões do JAC

JAC T40 manual – R$ 59.990
JAC T40 – automático (CVT) – R$ 69.990

Com amplo espaço interno, tecnologia de última geração e conforto tanto para o motorista quanto para os demais usuários do modelo, o veículo da montadora chinesa se torna a cada dia no Brasil, um automóvel atraente e capaz de bater de frente com outras montadoras.

O que já era bom ficou ainda melhor. O SUV completo com o melhor custo-benefício do mercado com câmbio automático CVT traz maior potência já que é equipado com o motor 1.6 DVVT. O carro também ganhou novo design, painel e tecnologia de ponta, com a exclusiva JAC Connect Front Camera, Sistema Start Stop e Assistente de Rampa e 6 anos de garantia.

Um dos pontos fortes do T40 é exatamente o design italiano que combina as linhas de um hatch com as de um utilitário esportivo, combinado com o bom desempenho e a ótima relação custo/benefício.

Para os consumidores que preferem carros menores, o modelo apesar de compacto tem bom espaço na frente e também atrás. Isso facilita trafegar com o veículo pela cidade, já que ajuda enfrentar o trânsito congestionado do dia a dia. Aliados, a central multimídia, com câmera de ré, facilita as manobras na hora de estacionar.

O JAC T40 tem, entre seus atributos, volume de porta-malas incomparáveis no segmento e um moderno e inovador sistema no mercado brasileiro com a exclusiva JAC Connect Front Camera.

Em conjunto com o aplicativo JAC View, ela é capaz de registrar fotos e filmes, com áudio, de todos os percursos percorridos pelo carro.

Por dentro, há dois destaques nessa nova versão: os bancos revestidos em couro ecológico de série e, finalmente, o novo quadro de instrumentos.

Ele permite melhor leitura que a versão anterior, onde velocímetro e conta-giros possuem melhor visualização, tendo nas extremidades marcador do nível de tanque de combustível e termômetro de água do motor.

Ao centro, o T40 CVT exibe um novíssimo computador de bordo, com várias funções de checagem de funcionamento do carro e dados de cruzeiro, como consumo instantâneo, médio, autonomia e até pressão e temperatura dos pneus.

Novo câmbio e motor do JAC

Logo após ser lançado no País com o motor 1.5 de 127 cv e 15,7 kgfm que equipa o modelo manual, o carro ganha agora um novo propulsor e transmissão automática que prometem resultados surpreendentes.

O câmbio CVT simula seis marchas e tem função para trocas manuais. O T40 CVT usa o original 1.6 de 138 cv a 6.000 rpm e 17,1 kgfm a 4.000 rpm, considerado os melhores números entre os 1.6 aspirados à venda no Brasil, com variação dupla de fase nos comandos de válvulas.

A má notícia é que ele não é flex, mas existe uma explicação aos que ficaram intrigados com o fato de o novo motor 1.6 aceitar apenas gasolina.

Uma versão flex está prometida para ser lançada em breve, mas ainda não tem data definida para a sua chegada. Um modelo com menos equipamentos também deve chegar para complementar a gama e encarar outros veículos em razão de preços mais baixos.

De acordo com Sérgio Habib, presidente do Grupo SHC, representante da JAC no Brasil, afirma que “para ter o 1.6 flex, seria necessário mais um ano de teste e preferimos trazer T40 CVT agora. Mas temos a intenção de trazer o 1.6 flex no futuro”.

O motor 1.6 não tem mais o atraso do acelerador, conta com maior torque e faz a entrega desta força em baixas rotações, além de se entender bem com o câmbio.

“Faz pouco mais de sete anos que lançamos a Jac no Brasil (março de 2011). Durante esse período, a marca viveu a recessão do mercado automotivo e sofreu com as sanções impostas aos carros importados. Os tempos, hoje, são outros. Mas a chegada do T40 CVT deve impulsionar as vendas da marca a ponto de dobrarmos nosso volume obtido no ano passado: vamos chegar a 8 mil carros vendidos em 2018”, diz Sergio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors do Brasil.

Quantidade de cores desperta atenção

Se por dentro o carro agrada, por fora a gama de cores diferentes as comuns existentes no mercado, é outra novidade que chama atenção.

Por onde passa, o T40 chama a atenção, devido ao design charmoso.

Externamente, o novo JAC T40 2018 traz seis opções, a seguir temos uma listagem diferenciada dos carros brasileiros. São elas:

Laranja Terracota;
Branco Nevada;
Prata Imperial;
Vermelho Rubi;
Marrom Dolomita;
Preto Quasar.

Versão elétrica do JAC T40

Chamado de Sol E20X, o modelo elétrico, fruto da parceria entre a alemã Volkswagen com a chinesa JAC para a produção de carros elétricos, apresenta na Ásia, um T40 eletrificado.

O carro teve diversas mudanças para se enquadrar em padrões exigidos pela fabricante europeia e em design, para não ser simplesmente um JAC com outra logomarca.

O E20X tem o equivalente a 114 cv e 27,5 kgfm de torque, com autonomia de 300 km. Sua venda será exclusiva para o mercado chinês, seguido por um sedã e um compacto, sempre baseados em modelos da JAC em seu país de origem.

A versão elétrica seria, primeiramente, um Seat, contudo o governo chinês não permitiu e, por isso, há muitos elementos que lembram um modelo espanhol. Faróis e lanternas, por exemplo, são diferentes dos que encontramos no T40, assim como o sistema de freio de estacionamento, elétrico, e o seletor do câmbio, tudo para se enquadras nas normas existentes por lá.

Avaliações e conclusões

Com a dirigibilidade e o desempenho elogiados, além é claro, do conforto, tudo indica que o T40 fará ainda mais sucesso no Brasil.

“Completo assim e bonito, eu compraria. Tenho um amigo que teve por cinco anos um J6 e nunca reclamou. Outro camarada tem o J3 há mais tempo e também disse não ter qualquer problema. Muitas pessoas têm preconceito em relação a determinada montadora, mas a forma que cuida do carro e o uso é que fazem a diferença. Melhor pagar 69mil em um carro completo do que desembolsar mais de 100 para ter um com menos acessórios”, revelou Ryan Alves.

Wilson Junior também enxerga com bons olhos o crossover chinês. “Vejo com simpatia a chegada dos chineses. Já era tempo de movimentar o mercado, oferecendo produtos alternativos, de acordo com o bolso do consumidor. Quem já foi a China sabe que lá produzem tecnologia de ponta, como na Europa e USA. Não vejo porque duvidar. Como todo começo gera desconfiança e acertos, mas já dá para encarar a compra de um carro desses por aqui”, relatou.

JAC – Itens de série são ótimos

Airbag duplo frontal
Barras de proteção lateral nas portas
Cintos de segurança com três pontos
Cintos dianteiros equipados com pré-tensionador
Aviso de cinto não acoplado (piloto e copiloto)
Chave com destravamento remoto das portas e do porta-malas
Travas elétricas
Imobilizador
Alarme antifurto
Travamento automático das portas à 15 km/h
Freios ABS com EBD
BOS – Brake Overide System
ESP – Eletronic Stability Program
TCS – Traction Control System
HSA – Hill System Assist
BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System
TPMS – Tire Pressure Monitoring System
Sensor de estacionamento
Luzes diurnas de LED
Retrovisor interno antiofuscante
Função GSI (Indicador de troca de marchas)
Piloto Automático
Lâmpadas Halógenas
Função “Follow me Home”
Alça de segurança dianteiras e traseiras (exceto motorista)
Abertura interna da tampa do tanque de combustível
Parassol com espelho
Parassol com espelho iluminado
Brake light
Espelho Retrovisores elétricos
Chave canivete
Desembaçador traseiro
Faróis com regulagem elétrica de altura
Faróis com acendimento automático
Faróis de neblina (dianteira)
Lanternas de neblina (traseira)
Luzes de leitura dianteiras
Limpador traseiro
Sensor Crepuscular
Luzes de conversão Estática
Bancos em tecido
Bancos em tecido especial
Banco do motorista com ajuste de altura
Encosto de cabeça para cinco ocupantes
Isofix
Acendedor de cigarros/ tomada 12V
Ajuste de iluminação de painel
Rack de teto
Porto copos
Iluminação no painel de instrumentos
Cinzeiro VIP
Ac condicionado analógico
Vidros elétricos
Kit multimídia com tela de 8″
JAC Connect Front Camera
Câmera de ré
Computador de bordo
4 alto falantes e 2 tweeters
Entrada USB
Entrada AUX
Bluetooth
Volante revestido em couro

Ficha técnica de um grande carro

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?