Kangoo, utilitário robusto e ideal para frotistas

O Renault Kangoo continua sendo uma ótima opção para quem pretende encarar um trabalho autônomo com o carregamento de cargas e outros produtos.

Carros
2 anos atrás
Kangoo, utilitário robusto e ideal para frotistas

Reconhecido pela robustez, conforto, economia e segurança, embora o utilitário tenha deixado de ser fabricado em 2018, ainda é possível encontrar diversas unidades do Kangoo no mercado de usados, e melhor, em condições de zero quilometro.

O utilitário fez a sua estreia por aqui em meados de 1996 e foi comercializado por mais de duas décadas. Neste intervalo, ele recebeu uma série de mudanças para enfrentar os concorrentes. Ele deixou de ser produzido na planta de Santa Isabel, na Argentina, mas por exatos 20 anos recebeu três reestilizações e diversas outras modificações.

Preços e versões

Algumas concessionárias da Renault espalhadas pelo Brasil ainda contam com unidades 0 KM. Confira os valores:

Renault Kangoo Express 1.6 MT s/porta lateral – R$ 59.550
Renault Kangoo Express 1.6 MT c/porta lateral – R$ 61.065

Na tabela Fipe, há uma média de preços do Renault Kangoo no mercado de usados que varia de R$ 17.150, ano 2007, a R$ 46.102 no modelo 2018.

O Renault Kangoo Express 1.6 MT s/ porta lateral tem motor 1.6 Hi-Flex e transmissão manual de cinco marchas, mais rodas de aço aro 14 polegadas com calotas, pneus 165/70 R14, baú de carga com 2.800 litros, pára-choque dianteiro na cor do veículo, airbag duplo, freios com ABS e EDB, bancos em tecido, ajuste elétrico da altura dos faróis, retrovisores com controle interno, grade tubular interna, ar-quente, direção mecânica;

Tem ventilação interna, protetor do cárter e câmbio, portas traseiras duplas, preparação para som, vidro verdes, repetidores de direção laterais, antena no teto, vidros traseiros, lavador e limpador do para-brisa, espelho interno dia e noite, cluster com iluminação padrão e conta-giros, cintos de segurança de três pontos, apoios de cabeça, porta-luvas com tampa, console com porta-copos, entre outros.
Já o Renault Kangoo Express 1.6 MT c/ porta lateral traz os itens acima, mais porta lateral corrediça com travamento interno.

Como opcionais aparecem pacotes que incluem ar-condicionado e direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos e abertura elétrica das portas pela chave à distância.

As cores do utilitário são Branco Glacier (sólida), Cinza Quartz (metálica) e Prata Étoile (metálica).

Funcionalidade

O Renault Kangoo, além de equipado com a porta lateral mais barata do mercado, que aumenta a funcionalidade no dia-a-dia, oferece também maior capacidade de carga do segmento: 800 kg e traz ainda, as portas traseiras assimétricas com amplo ângulo de abertura 180º.

O Kangoo é uma ótima opção para atender as necessidades em vários ramos de atividades, entre eles vendedores, frotistas e prestadores de serviços que transportam cargas de pequenas e de médias dimensões, pois o utilitário pode receber transformações como modelo isotérmico, ambulância simples remoção e outras. Por ter uma porta lateral, facilita a carga e descarga. Isso traz agilidade e economia de tempo para quem escolhe o Kangoo.

O carro também se destaca quando o assunto é economia de combustível e redução de custos, já que o carro da Renault é classificado com nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, Inmetro, e Conselho Nacional do Meio Ambiente, Conama.

A busca por motores mais eficientes está no DNA Renault e faz parte da história da companhia. Um dos laboratórios de desenvolvimento é a Fórmula 1, onde a marca possui 12 títulos mundiais de construtores.

Motor

O modelo é equipado com o motor 1.6 16V Hi-Flex, que desenvolve potência de 98,3 cv (etanol) e 95 cv (gasolina), a 5.000 rpm. O torque máximo é de 15,3 kgfm (etanol) e de 15,1 kgfm (gasolina), a 3.750 rpm.
O modelo Renault K4M é um velho conhecido do mercado brasileiro, tendo sido introduzido no país junto com a segunda geração do Clio no começo dos anos 2000.

Com cabeçote de alumínio dotado de duplo comandos de válvulas, ele tem 16 válvulas no total. O bloco é de ferro fundido e o cárter de latão.

Com injeção eletrônica indireta, mas com tecnologia Flex de combustível, o propulsor é adequado à proposta do Renault Kangoo. Os torques são de 15,1 kgfm e 15,3 kgfm, respectivamente com gasolina e etanol, mas conseguidos em 3.750 rpm.

O câmbio manual de cinco marchas é a única opção associada com o K4M no Renault Kangoo.

O carro por dentro

Internamente, o utilitário tem bancos da cabine com tecidos mais confortáveis e resistentes. Já o painel de instrumentos e os revestimentos de porta contam com tonalidade escura, na cor carbone foncé.

O volante é simples e sem comandos adicionais, enquanto o quadro de instrumentos possuem mostradores analógicos principais e um display digital com nível de combustível e temperatura da água. Luzes de alerta também estão em boa posição. Há suporte para som no veículo, mas sem alto-falantes. Uma antena é fixada no teto do lado externo.

O veículo utilizado em longas viagens tem ainda comandos de ventilação e aquecimento, sendo este último e o ar-condicionado opcionais, assim como vidros e travas elétricas. No teto, um porta-objetos é útil para mapas e outros documentos do operador.
Interessante é que, mesmo sendo bem básico, o furgão tem regulagem elétrica dos faróis.

Há também uma grade protetora interna, separando a cabine do baú de carga. Os bancos são revestidos em tecido. O espaço na frente é bom para trabalho, assim como o conforto. O acesso ao compartimento de carga é bom também.

O Renault Kangoo 2019 se mostra um carro com boa versatilidade para o uso comercial e vale a pena a busca por um , mesmo que sua produção tenha sido interrompida pela montadora no Brasil. A boa notícia para quem ainda prefere um modelo 0 km da Renault, é que a marca prepara o lançamento do inédito Dokker, um modelo de origem Dacia, assim como o Logan, Sandero e Duster, que deve começar a ser vendido no Brasil este ano.

Ficha técnica

  • Arquitetura: Carroceria monobloco, 2 volumes com ou sem porta lateral corrediça, 2 passageiros
  • Motor: K4M, transversal, 4 cilindros em linha, 16 válvulas
  • Tração: Dianteira
  • Cilindrada: 1.598 cm³
  • Diâmetro x curso: 79,5 mm x 80,5 mm
  • Taxa de compressão: 10 : 01
  • Potência máxima: (ISO/ABNT) 95 cv (gasolina) / 98,3 cv (etanol) @ 5.000 rpm
  • Torque máximo: 15,1 (gasolina) / 15,3 (etanol) kgfm @ 3.750 rpm
  • Alimentação: Injeção Eletrônica Multiponto Seqüencial
  • Rodas: Aço estampado
  • Pneus: 165 / 70 R 14
  • Suspensão dianteira: MacPherson, com triângulo inferior, amortecedores hidráulicos telescópicos com molas helicoidais e rodas independentes
  • Suspensão traseira: Rodas independentes, braços arrastados e duas barras de torção transversais, amortecedores hidráulicos telescópicos e inclinados
  • Freios: Duplo circuito em “X”, discos ventilados dianteiros com 259 mm de diâmetro e tambores na traseira, com 228,6 mm de diâmetro
  • Direção: Mecânica ou hidráulica (opcional), diâmetro de giro 10,5
  • Câmbio: Mecânico 5 velocidades
  • Tanque de combustível: 52 litros
  • Portamalas (litros): 2.800
  • Peso: 1.075 kg
  • Entreeixos: 2.600 mm
  • Comprimento: 4.010 mm
  • Altura: 1.860 mm
  • Largura sem / com retrovisores: 1.672 mm / 2.030 mm
  • Carga útil: 800 kg
  • Aceleração 0 a 100 km/h: 13 s (gasolina) / 12,5 s (etanol)
  • Velocidade máxima: 159 km/h (gasolina) / 161 km/h (etanol)
  • Combustível: Gasolina e/ou Etanol

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?