Novo BMW Série 1, tração dianteira quebra paradigmas

Com a fase de desenvolvimento perto do fim, a BMW começou a revelar aos poucos os primeiros detalhes da nova geração do Série 1, seu hatch de entrada. As primeiras imagens e informações sobre o carro foram reveladas recentemente. O hatch médio chega à terceira geração tirando de cena a tradicional tração traseira. Quebrando paradigmas, o veículo conta agora com sistema dianteiro.

Carros
1 ano atrás
Novo BMW Série 1, tração dianteira quebra paradigmas

Para muitos pode até não significar uma grande mudança, mas ela foi desenvolvida do zero pela montadora alemã. Melhor dizendo, a geração do BMW Série 1 de fato é nova e representa uma imensa alteração em relação ao antecessor, a começar pela troca da tração traseira com motor longitudinal pelo projeto mais comum de tração dianteiro com motor transversal. Estamos falando da mesma base já usada pelas minivans da Série 2, pelos crossovers X1 e X2 e pelo Série 1 Sedan oferecido em alguns mercados.

As mexidas promovidas não remetem apenas a uma plataforma diferente, mas também mudanças no design do carro. Como nos BMW mais novos, o moderno Série 1 traz uma enorme grade dianteira com o famoso duplo rim, agora maior e não mais separado. Além disso, fica claro o perfil ascendente da lateral, lembrando o X2 em vários ângulos.

Tudo foi feito também para reduzir custos de produção e manutenção do modelo, pois há menos peças móveis. Em relação à antiga geração, a BMW informa que há mais espaço interno.
Para quem vai atrás há mais espaço para a cabeça (19 mm), para as pernas (33 mm) e também para os ombros (13 mm). O porta-malas ganhou 20 litros e agora oferece 380 litros. Com os bancos traseiros rebatidos, chega a 1.200 litros.

Segundo a BMW, a primeira mostra pública do novo Série 1 ocorrerá em Munique, Alemanha, entre os dias 25 e 27 de junho como parte do evento #NextGen, onde também será exibido o Série 8 Gran Coupe. Depois ambos serão estrelas do Salão de Frankfurt, em setembro. As vendas começarão no fim do ano e os modelos devem desembarcar no Brasil.

Visual inspirado no X2

Visualmente falando, nota-se a semelhança com o “irmão” X2. O modelo traz linhas bem parecidas no geral, com faróis mais angulosos e posicionados de maneira diagonal. Como opcional, ele pode receber luzes Full-LED adaptativas nos modelos mais caros da família.

Na parte de trás, as lanternas seguem o que já foi visto no X2, tendo como opcional as luzes de LED. A saída de escape com 90 mm de diâmetro dá lugar a duas ponteiras de 100 mm na versão M135i, sendo que no esportivo o extrator pintado de preto sobe até mais da metade do para-choque.

Dependendo da versão, há diversos desenhos para os para-choques dianteiros, sendo o mais esportivo reservado à versão de topo M135i xDrive, que pode ser identificada também pela grade cinza, como no M340i e no Z4.

A linha de cintura vai elevando-se em direção às colunas C, que não possuem vigias. As portas traseiras chamam atenção pelos grandes quebra-ventos falsos.

Pela primeira vez, o Série 1 é oferecido com teto solar panorâmico como opcional. O painel de instrumentos tem tela virtual de 10,25 polegadas e outra na mesma medida para a central multimídia. O head-up display tem área de projeção de 9,2 polegadas.

No túnel, a fabricante decidiu não rebaixar tanto o console, permitindo assim o uso de uma alavanca joystick num conjunto com modos de condução, partida, freio de estacionamento e navegação de entretenimento. No M135i xDrive, os bancos esportivos são bem envolventes. O volante de três raios com múltiplos comandos também é novo.

Outro detalhe é o HUD colorido de 9,2 polegadas de área. O Novo BMW Série 1 2020 conta com todos os pacotes de segurança que o mercado europeu exige, como controle de cruzeiro adaptativo, frenagem automática de emergência com detecção de pedestres, e sistema de alerta de saída de faixa com função de correção de trajetória no volante e alertas de faixa e ponto cego, entre outros.

Para quem curte, o carro vem dotado ainda de controle de velocidade de cruzeiro adaptativo e alertas de colisão traseiro e de tráfego cruzado. Outros itens que a BMW coloca à disposição são câmera de ré, auxílio ao estacionamento e sensor de obstáculos.

Nas versões de entrada, o Novo BMW Série 1 2020 tem para-choque com molduras em preto brilhante nas laterais, enquanto o traseiro é bem liso, mas com aplique Black Piano na parte inferior e escape cromado único bem visível. O hatch alemão mantém a motorização anterior, mas agora com três câmbios.

Opções de mecânica

O novo Série 1 será lançado com duas opções de motor a gasolina e três a diesel. No primeiro caso, estamos falando de um 1.5 três-cilindros turbo, que rende 142 cv e 22,4 mkgf. Ele equipa a versão 118i. A outra opção é o quatro-cilindros de 2 litros turbo, que entrega 310 cv e 45,8 mkgf, disponível no 135i xDrive.

Nas opções a diesel, há o 116d, o 118d e o 120d xDrive, todas turbo. A 116d tem um 1.5 de três cilindros e 118 cv, enquanto a 118d e a 120d trazem um quatro-cilindros de 2 litros, com potências de 152 cv e 192 cv, respectivamente.

A transmissão para as versões 118i, 116d e 118d, de série, é a manual de seis marchas. Para a 116d e a 118i, há como opcional o automatizado de sete marchas e dupla embreagem. Extra no 118d e de série nos 120d xDrive e 135i xDrive há o automático de oito velocidades.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?