Pisando fundo com o Dodge Challenger Srt Demon

Para quem curte velocidade, mas com responsabilidade, existem hoje no mercado vários modelos de veículos com características capazes de satisfazer o gosto do cliente e atender a demanda dos que buscam adrenalina ao pisar fundo no acelerador.

Carros
2 anos atrás
Pisando fundo com o Dodge Challenger Srt Demon

Uma dessas máquinas é o Dodge Challenger Srt Demon. O novo recordista mundial para carros de série em 0 a 96 km/h (2,3 s) e de 0 a 400 m (9,6 s a 225 km/h) vem equipado com um motor HEMI Demon V8 de produção mais forte de todos os tempos, com 851 cv de potência e 106,5 kgfm de torque. Não a toa, o modelo também atingiu a maior força G em arrancada para um veículo de série, com 1,8 G. É possível adquirir essa máquina por cerca de R$ 900 mil.

A Dodge já havia abalado o mundo dos carros de alto desempenho em 2014, com as versões SRT Hellcat do Charger e do Challenger, de717 cv, dois supercarros a preços acessíveis. Estes foram os muscle cars mais potentes da história – até agora! No entanto, a fabricante estremece de novo os alicerces dos veículos de alto desempenho com o diabolicamente rápido Dodge Challenger SRT Demon 2018, muito capaz nas ruas e dominante nas pistas de arrancada.

Empurrado pelos 851 cv do HEMI Demon de 6,2 litros com compressor, a edição limitada do Challenger SRT Demon tem o mais poderoso V8 de série. A medição oficial da NHRA (associação de provas de arrancada dos EUA) de 9,65 segundos a 225 km/h faz do Dodge Challenger SRT Demon o carro de produção mais rápido do mundo no quarto de milha (0 a 400 metros).

Ele também é recordista da aceleração de 0 a 96 km/h (60 milhas horárias) para automóveis de série, feita em apenas 2,3 segundos. Também impressiona o tempo que o Demon leva para ir de 0 a 48 km/h (30 mph): 1 segundo.

Outra façanha do Dodge Challenger SRT Demon é a capacidade de levantar as rodas dianteiras durante a arrancada, obtendo um curioso recorde certificado pelo livro Guinness: a empinada mais longa em um carro de produção com 89 cm. E se segure bem porque o Challenger SRT Demon também registrou a maior força G a partir de uma saída estática em um carro de produção, com 1,8 G.

“Com o Demon, nosso objetivo era produzir um carro que ‘tatue’ o logotipo da Dodge no subconsciente dos clientes, atingindo além dos nossos entusiastas leais”, disse Tim Kuniskis, chefe das marcas Dodge, SRT, Chrysler e Fiat para América do Norte. “Para conseguir isso, tivemos que estabelecer recordes inéditos, fazer mais do que foi feito antes, ir além até mesmo do lendário Hellcat. O resultado: 851 cv, um muscle car de 9 segundos (no quarto de milha) como nada visto antes.”

Números e desempenho

Os números de desempenho do Dodge Challenger SRT Demon fluem a partir de uma incrível lista de primazias para carros de rua:
Pneus Nitto de arrancada “street-legal” para melhor tração, dando 40% a mais de força de saída em relação aos pneus do SRT Hellcat;
Mapeamento do motor para gasolina sem chumbo com mais de 100 octanas;

SRT Power Chiller™, que redireciona o fluido do ar-condicionado para baixar a temperatura no refrigerador do compressor;
After-Run Chiller, que liga o ventilador e o circuito da bomba de refrigeração de baixa temperatura quando o motor está desligado;
TransBrake, que bloqueia o eixo do câmbio automático TorqueFlite de oito marchas para conter o carro antes da saída, permitindo que o motorista aumente a velocidade do motor e obtenha uma resposta mais rápida;

Torque Reserve, que aumenta a fluxo de ar do motor e as rotações do compressor antes da arrancada, entregando aceleração impressionante;
Suspensão com Drag Mode, que maximiza a transferência de peso para as rodas traseiras para melhor tração;

Drag Mode Launch Assist, que usa sensores de velocidade para detectar saltos das rodas que podem danificar o sistema de tração, mudando a entrega do torque em milissegundos para retomar a tração completa e, em seguida, continuar acelerando o carro ao longo da pista;
Opção de pneus finos “Front Runner” para usar em pistas de arrancada, que reduzem o peso frontal;

Carroceria alargada, com estilo agressivo, com caixas de rodas modificadas para abrigar os enormes pneus 315/40 R18;
Banco do passageiro dianteiro e banco traseiro removidos para reduzir o peso total (podem ser incluídos por US$ 1 cada).

V8 Supercharged, o coração do Demon

Toda potência, arrancada e velocidades se dá graças ao coração do Dodge Challenger SRT Demon 2018 que é nada menos do que o HEMI Demon V8 de 6,2 litros com compressor, que desenvolve 851 cavalos de potência e 106,5 kgfm de torque.

Todo pintado de vermelho, o motor do Demon está certificado pelo padrão SAE J1349 em relação aos números de potência e torque, e em conformidade com todos os regulamentos aplicáveis de emissões legais.

Embora o Demon V8 compartilhe sua arquitetura com o Hellcat V8, ele vai muito além de um motor Hellcat mais potente. Mais de 50% dos componentes no Demon diferem do Hellcat, incluindo:
• Compressor maior: 2,7 litros (2,4 no Hellcat)
• Pressão mais alta: 14,5 psi (11,6)
• Limite de rotações por minuto mais alto: 6.500 rpm (6.200)
• Gasolina: duas bombas de dois estágios em vez de uma
• Caixa de ar maior com três fontes de entrada: Air-Grabber™ no capô, Air-Catcher™ no farol esquerdo e uma entrada perto da roda.

Mais tração, menos peso

A principal missão do Dodge Challenger SRT Demon 2018 é cobrir o quarto de milha mais rápido possível. Para tanto, ele combina os melhores ajustes mecânico e eletrônico para entregar a tração máxima mantendo controle direcional preciso.

Para chegar a essa meta, a supermáquina traz os amortecedores adaptativos Bilstein que foram desenvolvidos para arrancadas, deslocando a maior quantidade de peso possível para as rodas traseiras, a fim de alcançar o máximo de tração na saída. A transferência de peso melhora a tração das rodas traseiras em 11%.

Na busca por cada décimo de segundo, os engenheiros focaram em remover o máximo de peso possível. O resultado: mais de 90 kg de alívio com todo o equipamento removido do Challenger SRT Demon. Além da remoção dos bancos de trás e do passageiro dianteiro, não há sistema de som e muitas peças são aliviadas, como as rodas e barras estabilizadoras.

Design funcional e intimidante

O Demon é o Challenger mais largo já feito na história e é o primeiro muscle car de série a ter para-lamas com alargadores no estilo wide body. As molduras musculosas cobrem as rodas superleves de 18 x 11 polegadas com pneus Nitto NT05R 315/40 R18 na frente e atrás, especificamente desenhados para o Demon, e adicionam 9 cm à largura do carro.

Para atender a qualquer gosto, as 3.300 unidades do Dodge Challenger SRT Demon 2018 estará disponível em 14 cores: Billet Silver, Destroyer Grey, F8 Green, Go Mango, Granite Crystal, Indigo Blue, Maximum Steel, Octane Red, Pitch Black, Plum Crazy, TorRed, White Knuckle e Yellow Jacket.

Dodge Challenger 2019

Para 2019, Dodge prepara novidades para a chegada da linha atual. O muscle-car foi anunciado recentemente pela marca norte-americana e traz como destaque o novo Challenger SRT Hellcat Redeye, considerado o “mais potente, rápido e veloz muscle-car”.

Ainda mais potente, o novo Dodge Challenger SRT Hellcat Redeye 2019 é equipado com o mais forte V8 já produzido em série pela marca. Trata-se da mesma unidade do Demon, que deixa de ser fabricado, um 6.2 supercharger capaz de desenvolver nada mais, nada menos que 808 cavalos de potência e 97,6 kgfm de torque.

De acordo com a montadora, este propulsor traz 25 novos componentes, como um supercharger maior de 2.7 litros, bielas e pistões reforçados, novo sistema de lubrificação, sistema de injeção de combustível especial e um novo trem de válvulas. Fora isso, a pressão de trabalho subiu de 0,8 para 1 bar, com limite de giro ampliado de 6.200 rpm para 6.500 rpm.

O trem de força está acoplado ao câmbio automático TorqueFlite 8HP90 de oito marchas e tração traseira. O modelo estará disponível com duas relações de transmissão final, sendo uma com taxa de 2,62:1 e outra de 3,09:1, esta para “maior capacidade de largada”.

A Dodge afirma que o novo modelo topo de linha consegue acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3,4 segundos e atinge velocidade máxima de 326 km/h. Já a prova de um quarto de milha (402 metros) é realizada em 10,8 segundos a 210 km/h.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?