Prepare-se para ‘voar’ no Ford GT MK II

Atenção velocistas de plantão. A Ford apresentou no Festival Goodwood de Velocidade, no Reino Unido, o Ford GT Mk II, versão limitada do superesportivo desenvolvida em parceria com a Multimatic exclusivamente para as pistas.

Carros
1 ano atrás
Prepare-se para ‘voar’ no Ford GT MK II

“O GT Mk II libera todo o potencial de desempenho do Ford GT, sem quaisquer limitações artificiais de desempenho”, diz Hau Thai-Tang, chefe de compras e desenvolvimento do produto da Ford. “É o mais próximo que os proprietários do GT podem chegar da emoção de cruzar a linha de chegada no supercarro vencedor de Le Mans.”

“O desempenho fora de série do GT ainda não foi totalmente revelado”, diz o diretor técnico da Multimatic, Larry Holt. “O carro de rua é limitado pelos vários requisitos globais de homologação e a versão de corrida sofre com o temido Equilíbrio de Desempenho, que reduz em 150 cv a sua potência. O Mk II responde à pergunta frequente de como o carro se sairia se todas essas limitações fossem retiradas. E a resposta é: espetacularmente.”

Preço

Quem adora o modelo já deve saber que terá de desembolsar uma boa grana e se apressar para comprá-lo, pois o veículo será limitado. A supermáquina, já disponível para encomendas, terá apenas 45 unidades produzidas com preço de US$1,2 milhão.

O Ford GT Mk II é montado em Ontário, no Canadá, e finalizado em uma instalação especializada da Multimatic Motorsports, que também é responsável pela venda direta aos clientes por meio do site www.FordGTMkII.com.

O melhor de dois mundos

Equipado com motor 3.5 V6 EcoBoost de 700 cv, o GT Mk II foi desenvolvido pela Ford Performance e pela Multimatic com aerodinâmica e direção voltadas à competição, usando a experiência com o Ford GT nos campeonatos Mundial de Endurance e IMSA. Contudo, seu projeto de engenharia ficou livre das limitações e normas impostas pelas competições.

O Ford GT Mk II traz aprimoramentos na aerodinâmica e no motor, com componentes testados nas provas de endurance mais desafiadoras do mundo. Além de asa traseira dupla com mais “downforce”, ele traz novos divisores e difusores dianteiros.

A suspensão e os pneus Michelin Pilot Sport de competição dão ao carro mais de 2Gs de aderência lateral. O GT Mk II também é mais leve e ágil. Os amortecedores DSSV de cinco vias funcionam com altura rebaixada e fixa para melhorar a eficiência.

Sem a limitação de regulamentos, o motor 3.5 EcoBoost do Ford GT Mk II gera 200 cv a mais que o carro de competição – é a versão mais potente do GT. Sua transmissão de sete velocidades e dupla embreagem também tem calibração especial.

Para aumentar a potência, ele usa uma tecnologia inovadora de resfriamento do ar de alimentação do motor com spray de água. Uma entrada de ar adicional no teto auxilia na refrigeração do óleo, da embreagem e da transmissão.

O poder de parada também foi reforçado, com discos de freio Brembo de carbono-cerâmica de 15,5 polegadas na dianteira e 14,1 polegadas na traseira. As rodas são de alumínio forjado de 19 polegadas. No interior, as mudanças incluem banco especial de corrida Sparco com cinto de segurança de seis pontos, banco do passageiro opcional e um sistema completo de aquisição de dados MoTeC, que também funciona como câmera de ré.

Novo membro da família GT

Com produção limitada a 250 unidades por ano, o Ford GT é o carro de rua mais avançado e exclusivo já feito pela marca. A versão de corrida, feita para as 24 Horas de Le Mans, foi um grande sucesso, vencendo a categoria GTE Pro em Le Mans na sua estreia em 2016, exatamente 50 anos depois da primeira das quatro vitórias sucessivas do Ford GT40 no circuito francês.

A montadora encerrou o programa de competição do GT no Campeonato Mundial de Endurance com a prova de Le Mans deste ano. Mas os Ford GTs continuam a correr no campeonato IMSA, na América do Norte, até o final da temporada em outubro.

Carbon Series

No final de 2018, a Ford já tinha lançado uma versão especial da família GT. Denominada Carbon Series, o esportivo chega com peças de fibra de carbono aparente e visual exclusivo. A proposta do carro é voltada para pilotos amadores que poderão usá-lo tanto para correr nas pistas como para dirigir de volta para casa, combinando elementos dos modelos de competição e de rua do superesportivo.

Diferentemente do modelo de competição, o Ford GT Carbon Series é equipado com ar-condicionado, rádio e multimídia SYNC 3, mas também abre mão de alguns itens, como porta-copos e porta-objetos para manter o peso sob controle. O seu peso total é cerca de 18 kg mais leve, graças a inovações como rodas de fibra de carbono, escapamento e parafusos de titânio e tampa traseira de policarbonato com ventilação adicional.

Terceira edição

A terceira edição especial do Ford GT se destaca visualmente pelos itens de fibra de carbono aparente nas duas faixas centrais, nos pilares A, nos painéis inferiores e rodas. As capas dos retrovisores, a faixa central e as pinças de freio podem vir em quatro cores contrastantes – prata, laranja, vermelho ou azul –, à escolha do cliente.

Por dentro, o esportivo exibe fibra de carbono nas soleiras, comandos de ar e console central. Ele também tem bancos de padrão exclusivo, com costura prateada que é repetida no volante, além de borboletas de câmbio anodizadas e um distintivo exclusivo no painel.

O Ford GT foi lançado com uma produção de 1.000 unidades durante dois anos e recebeu mais de 6.500 inscrições. Para atender essa grande procura a Ford ampliou a produção para quatro anos, com mais 1.000 unidades. Em 2018, foi anunciado um lote adicional de 350 unidades até 2022, com a opção da versão Carbon Series.

Heritage Edition 2019

Também em 2018, Ford lançou a edição especial, a “Heritage Edition 2019”, com produção limitada a dois anos para lançamento em 2019 e 2020. Apresentado nos Estados Unidos, o superesportivo tem vários itens exclusivos e pintura azul e laranja – cores do patrocinador Gulf Oil –, igual à do lendário Ford GT40 vencedor de Le Mans em 1968 e 1969.

Conhecido entre os fãs de corridas como chassi número 1075, o GT 1968 foi um dos poucos carros a conquistar vitórias consecutivas em Le Mans. O Ford GT Heritage Edition oferece pela primeira vez a opção de detalhes externos e internos de fibra de carbono aparente. A versão 2019 terá o número 9 estampado no capô e nas portas, enquanto a versão 2020 virá com o número 6, homenageando o vencedor de Le Mans de 1969.

O Heritage Edition tem pilares A em fibra de carbono aparente e rodas escuras brilhantes de 20 polegadas de alumínio forjado com porcas pretas. Pinças de freio laranja e retrovisores em prata completam o visual.

Como as edições especiais anteriores, o Ford GT Heritage Edition traz uma placa exclusiva com o número de série. O painel de instrumentos, teto, volante e bancos são revestidos de Alcantara preto, estes últimos com costura contrastante em azul e laranja. Apliques de aço inoxidável escuro brilhante são vistos no painel de instrumentos e nas molduras das portas. As soleiras das portas, controles de ventilação e console central são de fibra de carbono aparente.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?