Recall deve ser levado a sério. Veja como funciona

O recall, convocação por parte de fabricante ou distribuidor para que determinado produto lhe seja levado de volta para substituição ou reparo de possíveis ou reais defeito, vem aumentando aos longo do anos e preocupa porque a adesão aos programas das montadoras caiu.

Auto
2 anos atrás
Recall deve ser levado a sério. Veja como funciona

Neste artigo vamos explicar um pouco como funciona esse serviço que alcançou, apenas em 2018, a marca de mais de 2 milhões de veículos convocados, segundo levantamento do Procon-SP.

No total, as montadoras convocaram no ano passado 142 recalls. O total de unidades, que inclui veículos de passeio e utilitários, motocicletas, caminhões e quadriciclos, representa uma alta de 10% em relação a 2017.

Relativamente comum entre os modelos recém-lançados para um reparo ou outro, a questão chama mais atenção ainda em razão do baixo índice de proprietários que atendem o chamado de recall.

De acordo com dados informados pelas montadoras ao Procon-SP, apenas 14,93% dos proprietários, 324.773 veículos, convocados no ano passado compareceram às concessionárias para fazer reparo do defeito.

A maioria dos veículos chamados para recall em 2017 também não passaram por reparos ainda. O índice de atendimento está em 34,6%, segundo a base de dados do Procon-SP.

O órgão de defesa do consumidor orienta o consumidor a atender ao chamado o mais rápido possível, embora não haja data limite para o conserto ou a troca de peças.

Ele deve ainda guardar o comprovante de que o reparo foi feito, para ser repassado, em caso de venda, ao novo proprietário.

Para quem vai comprar um carro seminovo, vale lembrar que é possível saber pelo site do Denatran se o veículo é objeto de recall. Campanhas não atendidas em um ano também constarão no documento do veículo.

Defeitos mais comuns

Em 2018, os defeitos no sistema elétrico/eletrônico lideraram os recalls, com mais de 1 milhão de unidades. Na sequência, aparece o sistema de airbag com 568.270 veículos. Essa informação mostra a importância de se realizar o recall por se tratar de serviços que garantem a segurança do motorista e ocupantes do veículo.

A maior campanha foi realizada pela Chevrolet/General Motors, envolvendo 541.412 unidades dos modelos Chevrolet Onix, Prisma, Spin e Cobalt.

O megarecall foi convocado em junho do ano passado. Segundo a montadora, esses veículos podem apresentar falha do relê da caixa de fusíveis, capaz de causar incêndio no compartimento do motor

O que é o recall?

Nos meios de comunicação, frequentemente vemos notificações de montadoras de carros chamando os proprietários de uma leva específica de certo modelo para comparecem às concessionárias a fim de realizar algum reparo.

Embora de nome comum no meio automobilístico, algumas pessoas não sabem que se trata o recall. O serviço é muito comum e envolve modelos recém-lançados que acabam sendo convocados pela própria montadora para algum reparo. Isso resume o que é o recall, necessário para manter o nosso carro em ordem.

Conceitualmente falando, o recall é uma chamada de reparação quando algum produto da marca possui algum lote da sua fabricação com falhas.

Seja um defeito no câmbio, nos freios ou em qualquer peça, o recall é uma ocasião para evitar danos maiores e possíveis acidentes.

Vale lembrar que estamos falando de um problema de fábrica, logo de responsabilidade da empresa que não pode cobrar pelo serviço e nem estipular data para que o serviço seja realizado.

Aliás, é obrigação da montadora convocar o recall assim que detectada ameaça na segurança do veículo. Ela é responsável pela comunicação e pelo agendamento.

Órgãos como o Procon e o Ministério da Justiça devem ser comunicados o quanto antes para que, em seguida, sejam publicados comunicados e informações sobre o recall nos meios de comunicação de massa. O comunicado também deve ser publicado nos sites das próprias empresas.

No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor possui uma lei que define que o fabricante não pode colocar no mercado nenhum tipo de produto ou serviço que ponha em risco a saúde ou mesmo a segurança dos consumidores. Os erros das montadoras na linha de produção são enquadrados como algo que pode causar risco à saúde dos consumidores.

Automóveis, portanto, são considerados objetos de consumo de alto risco, se tratando da segurança da população. Perante a isso, fica mais fácil de imaginar qual a importância do recall de automóveis.

É importante ficar atento aos avisos das montadoras, visto que costuma ser recorrente a chamada de determinados veículos para reparos.

Além da Chevrolet que passou por um grande recall em 2018, outras montadoras como a Ford, por exemplo, já enfrentaram o mesmo problema.

Na ocasião, a marca convocou os modelos Focus, Eco Sport e Fiesta, que receberam o câmbio automático Powershift com defeito. Inúmeras reclamações levaram o Procon a notificar a empresa, que decidiu consertar o problema na peça de todos os clientes.

Foi convocado, leve o veículo

Para sua própria segurança, teve o carro inserido na lista de recall, não pense duas vezes em levar seu veículo e realizar o procedimento para que o problema, por menor que signifique, seja resolvido.

O serviço pode ser resolvido sem pressa, uma vez que não há um prazo determinado, dando liberdade para você escolher quando solicitar o recall. O pensamento deve ser diferente em casos que envolvem a segurança do veículo, como o risco de incêndio, por exemplo, como já ocorreu em campanhas anteriores.

Agora, dependendo do serviço, se você não mandar o carro para o recall nenhum ônus recairá sobre você. É bom deixar claro que a montadora é proibida fixar punições por conta do não comparecimento ao recall, já que é um problema da própria empresa e não do cliente.

Afinal, a fabricante não deveria nunca ter colocado um veículo no mercado com falhas que podem resultar em perigo ou falta de segurança ao cliente.

Existem ainda os casos atípicos quando o cliente detecta um defeito e fica em dúvida sobre se é ou não é caso de recall. Em episódios assim, é importante entrar em contato com a montadora ou concessionária e levar o veículo até uma oficina credenciada para que um laudo oficial seja emitido.

Nada de confiar na palavra de um amigo mecânico que não faça parte da empresa responsável pela montagem do automóvel.

No entanto, se algum acidente ou problema grave acontecer e se for comprovada a publicidade maciça da montadora para convocação com o recall, tanto a montadora quanto o proprietário do veículo poderão ser responsabilizados. Saiba que tem um projeto de lei que obriga o proprietário do veículo a fazer o recall.

Não atender ao recall pode, no futuro, trazer alguns problemas indesejáveis para o consumidor. Então, atender um recall de veículos é muito importante.

Não à toa, diversas propagandas nos meios de comunicação mais amplos são patrocinadas pelas montadoras que realizarem o processo. Sem fins lucrativos, o objetivo é atender a todos os consumidores e reparar os erros do passado.

Como ficar sabendo sobre um recall?

Embora seja de obrigação dad montadora avisar sobre a convocação para um recall, vale a pena ficar atento.

Além de anúncios em TV, revistas, jornais e rádios, a empresa deverá dar destaque ao chamado em seus próprios canais de informação como site e redes sociais, por exemplo.

Em alguns casos, cartas são encaminhadas para o endereço do comprador com a convocação e informações pertinentes ao serviço a ser realizado.

Um carro com problemas, com certeza é menos atrativo do que outro em ordem do mesmo valor. Caso seja de interesse do comprador saber se o veículo pretendido esteve envolvido em algum recall, uma consulta pode ser feita no site do Ministério da Justiça ou no do Denatran, Departamento Nacional de Trânsito. Se isso te incomodar, tente um desconto na hora da compra.

Portanto, se o seu veículo foi convocado para recall, não demore. É a sua segurança e da sua família que podem estar em jogo.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?