Toyota Hilux 2020, imponência, elegância e segurança a toda prova

A picape mais vendida do Brasil, a Toyota Hilux, chega na linha 2020 com novidades no quesito segurança e uma lista adicional de segurança.

Carros
3 semanas atrás
Toyota Hilux 2020, imponência, elegância e segurança a toda prova

A partir de agora, todas as versões cabine dupla da Hilux passam a contar com airbags laterais e de cortina, que se juntam aos dois frontais e de joelho para o motorista, totalizando sete bolsas infláveis.

Além disso, os modelos SR e Standard da Hilux recebem também controle de estabilidade (VSC), controle de tração (TRC) e assistente de partida em rampa (HAC), enquanto a versão SR a diesel também passa a contar com assistente de descida (DAC), equipamentos presentes somente nas versões topo de linha do modelo até então.

As novidades na segurança também foram direcionadas as versões GR-S, SRX, SRV e SR, movidas a diesel ou flexfuel, com dois novos itens. Os modelos ganharam travas de rodas, enquanto as versões GR-S, SRX e SRV ainda ganharam trava do estepe, garantindo maior segurança contra furtos e roubos.

Os novos itens de segurança colocam a Hilux entre os modelos mais seguros da categoria. Além disso, a Hilux passa a ser a única picape média a contar com sete airbags desde as versões de entrada. As melhorias visam cumprir integralmente com os novos e mais exigentes requisitos dos protocolos de segurança da região.

Preços e versões da Hilux e SW4

A linha 2020 da Hilux conta com 12 versões disponíveis, que serão oferecidas para o consumidor com o preço final:

GR-S Cabine Dupla 4×4 A/T- R$ 214.690,00
SRX Cabine Dupla 4×4 – R$ 205.590,00
SRV Cabine Dupla 4×4 – R$ 187.890,00
SR Cabine dupla 4×4 – R$ 169.940,00
Cabine Simples STD Power Pack 4×4 M/T – R$ 149.705,00
Cabine Simples STD NARROW 4×4 – R$ 147.205,00
Cabine simples STD 4×4 – R$ 130.360,00
Chassi cabine simples 4×4 – R$ 126.200,00
SRV Cabine Dupla 4X4 A/T – R$ 146.590,00
SRV Cabine simples 4X2 – R$ 135.190,00
SR Cabine Simples 4X2 – R$ 125.440,00
SR Cabine Simples 4X2 M/T – R$ 119.940,00

Central multimídia renovada

Em meio aos destaques da linha 2020, a central multimídia chega com novidades. As versões GR-S, SRX e SRV terão agora uma tela de oito polegadas com as funções de Pinch Out, Pinch Close, e Flick.

Com capacidade de reconhecer dois toques simultâneos, o equipamento agora permite, por exemplo, que os ocupantes possam aplicar a função de zoom em imagens e informações do navegador, além de manusear barras de rolagem em listas de músicas e arquivos.

O sistema de GPS integrado também recebeu aprimoramentos, com rotas mais precisas, pontos de referência em 3D para facilitar a visualização, além da ferramenta de configuração do destino mais simples, facilitando a navegação. A função de navegador está disponível em todas as versões cabine dupla da Hilux, com exceção da Hilux SR.

Além das novidades e aprimoramentos, o equipamento também possui sistema de entretenimento de vídeo integrado ao painel com TV Digital, rádio, MP3 Player, câmera de ré com visualização na tela, conexão Bluetooth® com microfone localizado no console do teto e conexão USB e AUX, que são compatíveis com os sistemas Android e IOS de smartphones.

Em termos de conectividade, os modelos contam com o Miracast, conexão via Wi-Fi que espelha o conteúdo exibido pelo celular, incluindo aplicativos como Waze, Google Maps, YouTube e outros. Além disso, contam também com o MirrorLink – espelhamento do celular com conexão via cabo para alguns aplicativos pré-determinados.

Design externo

A novidade para a linha 2020 é a introdução da cor branco pérola para a versão topo de linha SRX.

Desde o ano passado, a Hilux passou a contar com novo desenho frontal nas versões SRX, SRV e SR. O modelo incorpora desenho de grade hexagonal, traçada por três sólidas barras horizontais contornadas por um acabamento cromado. As alterações implicaram na remodelação do para-choque dianteiro, onde foram incorporados faróis de neblina, equipamento presente desde a versão SR.

Resultante das alterações, o design ficou mais enxuto e aerodinâmico. São 5.315 mm de comprimento, 15 mm menor em relação ao modelo anterior. Na altura, permanecem os 1.815 mm e os mesmos 1.855 mm de largura, assim como a distância entre eixos, de 3.085 mm.

Motor e transmissão

Os modelos da linha 2020 da Hilux seguem equipados com motores diesel e flex. Veículos de motorização diesel vêm equipados com propulsor Toyota D-4D 2.8L 16V Turbo de 177cv de potência a 3.400 rpm, todas de tração integral.

As transmissões para os modelos diesel são automática de seis velocidades sequencial para as versões GR-S, SRX, SRV e SR e manual de seis velocidades para as versões Standard Power Pack, Standard Narrow, Cabine Simples e Cabine Chassi.

As versões flexfuel trazem o motor Dual VVT-i Flex 2.7L 16V DOHC, especialmente projetado para o mercado brasileiro. O grande diferencial é a tecnologia de duplo comando de válvulas variável (Dual VVT-i), que atua no gerenciamento dos sistemas de admissão e escape da câmara de combustão, otimizando a queima do combustível de maneira inteligente.

As versões flex da picape média apresentam 163 cv de potência a 5.000 rpm, quando abastecidos com etanol, e 159 cv, também a 5.000 giros, com gasolina.

São três versões dotadas de transmissão automática de seis velocidades sequencial: SRV 4×4 Cabine Dupla, SRV 4×2 e SR 4×2. Há ainda opção de SR 4×2 de transmissão manual de cinco velocidades.

História de sucesso

Um dos mais famosos nomes do segmento de picapes é, também, um dos mais tradicionais da história. Com meio século de vida completado em 2018, a Hilux chega a um novo patamar de seu ciclo de existência e atuação global. Trajetória marcada, inclusive, por sucessivas evoluções, moldadas pelas transformações em uma sociedade cada vez mais moderna, dinâmica e urbanizada.

Quando nasceu, em março de 1968, a picape da Toyota era equipada por um propulsor de 70 cv de 1.5 litro. O chassi era separado por uma suspensão dianteira de molas triangulares, enquanto a traseira era rígida de eixo/mola. Sua transmissão acompanhava caixa manual de quatro velocidades. Comportava até três passageiros e carga de até 1.000 kg.

Quatro gerações depois, em 1988, a Hilux conciliou, de forma aprimorada, o conceito de uso misto, tomando por base três pilares: potência, robustez e conforto.

Exatamente esta quinta geração, lançada no fim dos anos 1980 e que durou até 1997, foi protagonista da história da Toyota em um dos mais importantes segmentos no território nacional.

As primeiras unidades da Hilux desembarcaram no País em 1992, oriundas do Japão, ano marcado pela abertura a produtos importados no mercado doméstico. Naquele mesmo ano, a Toyota encerrou o período com cerca de 400 unidades comercializadas.

A Hilux também participou do processo de desenvolvimento econômico e social no Brasil e no território latino-americano. A picape média da Toyota conquistou, ao longo desses 26 anos, notoriedade e ainda mais relevância.

Tanto é que no Brasil, por exemplo, em um intervalo de três anos, saltou de 400 unidades vendidas em 1992 para 920 em 1993, depois para 1.279, em 1994, e chegou a 2.804, em 1995. Por este potencial, a Toyota decidiu pela produção regional, com início em 1998, na Argentina.

Com a chegada da oitava geração, em 2015, a Hilux vem ampliando tradição e renome ao superar barreiras continentais. Segundo a consultoria especializada no setor automotivo Focus2Move, na América Latina, o modelo já atingiu, nos primeiros sete meses de 2018, o terceiro lugar entre os veículos mais vendidos na região. Da Argentina, o modelo é exportado, além do Brasil, para outros 21 destinos.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?