Toyota retoma venda do Corolla XEi ao público PcD

Muitos fãs da Toyota no Brasil estavam esperando por essa notícia e devem comemorar a volta de mais uma versão do Corolla que ficará disponível para compra pelo público PcD, Pessoa com Deficiência, entre os meses de fevereiro e junho deste ano.

Carros
2 anos atrás
Toyota retoma venda do Corolla XEi ao público PcD

Estamos falando da versão intermediária XEi que terá sua venda retomada pela montadora japonesa no País com uma oferta exclusiva para o sedã médio líder de vendas em todo o mundo e a mais comercializada no território nacional.

Além da isenção de IPI, a única considerada pela legislação vigente para veículos com preços posicionados acima de R$ 70 mil, o modelo receberá mais 12% de desconto para pessoas com deficiência. A porcentagem do desconto ofertado é equivalente à alíquota do ICMS (12%).

Preço do XEi PcD

Vendida por R$ 107.490,00 nas cores metálicas, a configuração XEi do Corolla já é negociada por R$ 96.829,88 considerando a isenção de IPI para PcD. Com o desconto de 12% especialmente ofertado pela Toyota, o preço da versão para este público cai para R$ 85.210,30.

Para realizar o pedido de compra do modelo, a pessoa com deficiência já deve possuir a documentação que comprove a isenção do IPI e dirigir-se à concessionária Toyota de sua preferência. Mais informações também podem ser obtidas nas concessionárias autorizadas da marca, que estão preparadas para realizar e assessorar o cliente em todo o processo.

Vendas Toyota para PcD

No ano passado, o Corolla foi novamente líder absoluto de vendas entre os sedãs médios no Brasil. Foram mais de 59 mil unidades vendidas, o que supera 45% das vendas de toda a categoria.

Apenas para o público PcD, mais de cinco mil Corollas foram comercializados, sendo a versão XEi responsável por cerca de 85% deste total.

O Corolla foi o segundo veículo do portfólio Toyota mais vendido para pessoas com deficiência em 2018. O grande destaque foi o Yaris, lançado em junho, que superou as seis mil unidades negociadas, mostrando-se também uma excelente opção no mercado PcD.

Corolla XEi

O Corolla sempre foi reconhecido pelo público PcD por sua qualidade construtiva exclusiva, powertrain robusto, excelente dirigibilidade, amplo espaço interno e o alto padrão Toyota de Qualidade, Durabilidade e Confiabilidade.

A versão XEi, atual responsável por 63% das vendas nacionais do Corolla, conta com motorização 2.0L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas. Trabalhando com etanol, o motor gera 154 cv a 5.800 rpm, com torque máximo de 20,7 kgfm a 4.800 giros. Utilizando gasolina, são entregues 143 cv a 5.800 giros e torque máximo de 19,4 kgfm a 4.000 rotações.

O sedã médio possui controle de estabilidade, tração, assistente de subida e sete airbags, itens que reforçam ainda mais a segurança do modelo e justificam as cinco estrelas obtidas nos testes de colisão do Latin NCAP.

No sistema de câmbio, o Corolla é equipado com transmissão automática Multi-Drive, derivada da tecnologia CVT, que reproduz sete marchas e proporciona ótimo desempenho, conforto e excelente experiência ao dirigir, além de baixo consumo de combustível. Também é possível realizar trocas manuais sequenciais tanto na alavanca do câmbio quanto por meio de borboletas localizadas atrás do volante.

Com uma lista de itens de série extensa e completa, o Corolla XEi possui ar-condicionado digital; Smart Entry – sistema de destravamento das portas por sensores na chave; Push Start – sistema de partida sem chave; espelho retrovisor interno eletrocrômico; controle de velocidade de cruzeiro; rodas de liga leve aro 17”; antena shark fin; faróis de neblina dianteiros; acendimento automático dos faróis; painel de instrumentos com tela TFT colorida de 4,2”; sistema multimídia Toyota Play com tela LCD de 7” sensível ao toque e áudio compatível com DVD player, CD-R/RW, MP3, WMA e AAC e rádio AM/FM; sistema de navegação GPS; TV digital e câmera de ré; Bluetooth®; quatro alto-falantes e dois tweeters. O modelo tem ainda um dos maiores porta-malas do segmento, com capacidade de 470 litros.

Ficha técnica Toyota Corolla XEi 2.0

Motor: 2.0
Portas: 4 Portas
Transmissão: Multidrive com sete marchas, paddle shift e botão seletor modo sport
Potência: 153,6 cv (e) – 5.800 rpm
Torque: 20,7 kgfm (e) / 4.800 rpm
Freios Dianteiros: Disco Ventilado de 10,9” (ABS, EBD e BAS)
Freios Traseiros: Disco Sólido de 10,6” (ABS, EBD e BAS)
Comprimento: 4.620 mm
Largura: 2.047 mm a 2.057 mm2
Altura: 1.485 mm
Distância entre eixos: 2,700 mm
Peso: 1.335 kg
Porta – Mala: 470 l
Direção: EPS (Eletro assistida Progressiva)
Pneus; 215/50 R17
Tanque de Combustível: 60 l

Quem tem direito às isenções

Em se tratando de isenção, o deficiente físico que é condutor de automóveis estará livre de vários impostos como IPI, IOF, ICMS, IPVA e também do rodízio municipal. Por outro lado, o portador de necessidades especiais que não é condutor, incluindo crianças, mas que tenha deficiência física, visual ou autismo tem direito à isenção do IPI, e carro no qual circula também fica livre do rodízio.

Tudo devidamente documentado e com laudo de médico credenciado. Apesar da burocracia, o benefício da isenção é exercido uma vez a cada dois anos e a regulamentação está prevista na MP – Medida Provisória – convertida conforme vigência da Lei nº 8.989, de 1995, atualmente prorrogada pela Lei 11.941/2009, art. 77.

Tem direito por Lei as isenções: pessoas com amputações, artrite reumatoide, artrodese, artrose, AVC, AVE (acidente vascular encefálico), autismo, alguns tipos de câncer, doenças degenerativas, deficiência visual, deficiência mental (severa ou profunda), doenças neurológicas, encurtamento de membros e más formações, esclerose múltipla, escoliose acentuada, LER (lesão por esforço repetitivo), linfomas, lesões com sequelas físicas, manguito rotador, mastectomia (retirada de mama), nanismo (baixa estatura), neuropatias diabéticas, paralisia, paraplegia, Parkinson, poliomielite, próteses internas e externas; exemplo: joelho, quadril, coluna, etc, problemas na coluna, quadrantomia (relacionada a câncer de mama) síndrome do túnel do carpo, talidomida, tendinite crônica, tetraparesia, tetraplegia, etc.

Isenções

As pessoas com deficiência capazes de conduzir (mesmo com adaptações especiais) e os não condutores (não habilitados que necessitam de um condutor) têm direito às seguintes isenções:

IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados;
ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias;
IPVA – Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (apenas para PcD condutor);
Liberação do Rodízio na cidade de São Paulo – Solicitar no DSV – Departamento de Operações do Sistema viário de São Paulo.

Veículos no valor superior de R$ 70 mil

Como obter apenas a isenção de IPI (veículos no valor superior de R$ 70.000,00)

Condutores
Obter a CNH especial no DETRAN e passar por perícia médica;
Requisitar a isenção de IPI junto à Receita Federal;
Escolher o modelo do veículo no valor superior de R$ 70.000,00 (preço público sugerido para obter apenas a isenção de IPI);

Não condutores
Passar por perícia médica no SUS;
Para o IPI, seguir os mesmos procedimentos acima, dos habilitados a conduzir;
O veículo será dirigido por representante legal ou diretos – até três indicações;
O faturamento do veículo será sempre em nome da pessoa com deficiência.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?