Vem aí o ‘drogômetro’. Saiba o que é

A Senad, Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas, estuda implementar o uso de aparelho semelhante ao bafômetro para detectar uso de drogas ao volante. Apelidado de ‘drogômetro’, o equipamento chega para fechar o cerco contra motoristas que dirigem sob o efeito de entorpecentes.

Auto
1 ano atrás
Vem aí o ‘drogômetro’. Saiba o que é

De acordo com a pasta, vinculada ao Ministério da Justiça, de Sergio Moro, o dispositivo funciona de forma semelhante ao bafômetro, que identifica a presença de álcool no organismo, e tem o objetivo de prevenir acidentes de trânsito.

Segundo o secretário do departamento, Luiz Roberto Beggiora, um cronograma de trabalho para implementação deve sair até abril. “A Senad usa como base um estudo produzido em Porto Alegre, que testou a eficiência de quatro aparelhos diferentes para detectar o uso de drogas como maconha, cocaína, crack, entre outras substâncias.

A implementação do projeto deve acontecer em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, a Secretaria Nacional de Segurança Pública e o Departamento Nacional de Trânsito”, informou.

O que é o Drogômetro

Esse tipo de aparelho, usado há alguns anos em países como EUA e França, é capaz de detectar o uso de drogas como maconha e cocaína a partir de amostras de saliva.

O principal objetivo é a diminuição de acidentes e garantir um trânsito mais seguro. Mesmo em fase de análise, as chances de entrar em vigor é grande e assim identificar os motoristas que estão dirigindo sob influência de drogas ilícitas.

O Código de Trânsito Brasileiro, além da multa de trânsito para estes casos tem a punição de detenção de seis meses a três anos.
Atualmente, as blitz de trânsito fazem uso apenas do bafômetro que mede o teor alcoólico no hálito do motorista.

Ao contrário deste aparelho, o drogômetro, salivômetro, nome oficial do aparelho, mede através da saliva se o condutor fez uso de substâncias ilícitas.

Como dito anteriormente, o ministro Sérgio Moro, está lançando o drogômetro para ser utilizado. Tanto que Luiz Beggiora, responsável pela nova gestão da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, afirma que o projeto é prioridade e será capaz de reduzir os acidentes e mortes no trânsito.
O drogômetro testa o motorista para várias drogas, e a prioridade é a cocaína.

Como funciona

Atualmente, como não tem o aparelho de analisar a saliva, ainda em utilização nas blitz, o teste para as drogas ilícitas é apenas feito em laboratório e apenas em casos de acidentes e na aceitação em fazer o teste.

O funcionamento do drogômetro é bem simples e parece com um teste gravidez ou HIV. Ele analisa através da saliva se o motorista está sob efeito de drogas ilícitas. Esta avaliação é feita por um canudo que depois é inserido em um aparelho. Cinco minutos depois já é possível saber o resultado impresso.

O aparelho detecta diversas substâncias, mas ainda está sendo avaliado para ter melhores resultados aqui no Brasil. A prioridade é para a cocaína, mas outras drogas como o THC, benzodiazepínicos, opioides (drogas que atuam no sistema nervoso para aliviar a dor), anfetaminas e metanfetaminas, também são avaliadas.

Multa por dirigir sob efeito de drogas ilícitas

O artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro define como multa gravíssima o motorista pego por dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência.

Como já de conhecimento de todos, o valor da multa nesses casos é alto: R$ 2.934,70 e pode dobrar em alguns casos. O motorista ainda recebe 7 pontos de multa na Carteira Nacional de Habilitação e como Medida Administrativa, o condutor tem o documento recolhido, além do veículo ser apreendido e ter o direito de dirigir suspenso.

Vale destacar que além da multa de trânsito para estes casos, tem ainda as penalidades do Artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro que versa sobre: conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência.

Em meio as penas estão: detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Ferramenta importante

Ainda em testes e distante da realidade das blitzs de trânsito, o drogômetro será uma ferramenta importante no combate as mortes no trânsito.

A título de conhecimento, as drogas ilícitas são responsáveis por 5% das mortes no trânsito do Brasil. Se dirigir sob o efeito de álcool já é perigoso, imagina estar drogado? Dependendo do entorpecente então, o risco é alto de se envolver em um acidentes e vitimar um inocente.

Mesmo aceito pela maioria, a implantação do salivomêtro ainda é debatido. De acordo com alguns especialistas, o melhor seria a análise em laboratório, em razão de proporcionar mais discrição e além disso análises mais completas para as drogas ilícitas mais comuns aqui no Brasil.

Se for para o bem de quem pega as estradas, que venha para somar e garantir mais tranquilidade aos motoristas de bem que, muitas vezes pagam com a vida pelos erros de outros imprudentes.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?