Volkswagen Up! é um compacto que impressiona

Considerado um minicarro urbano quando foi revelado pela Volkswagen em 2011 no Salão do Automóvel de Frankfurt, o up! ganhou seu espaço e hoje se transformou em uma espécie de “Fusca do século XXI”, devido ao grande sucesso no mercado.

Carros
2 anos atrás
Volkswagen Up! é um compacto que impressiona

Ele chegou para suceder a antiga geração do Volkswagen Gol, cuja plataforma é de 1995. O veículo é o primeiro três cilindros a ser fabricado no país.

Tanto é verdade que a própria montadora afirmou em 2014, ano de lançamento no Brasil, que o compacto marcava o início de uma nova era para a Volkswagen no País. Fabricado em Taubaté, São Paulo, o up! é um carro simples e robusto, feito para as massas.

Assim, ele surgiu como um urbano comum, priorizando o espaço interno em detrimento até do estilo, bem simples e funcional. Mais tarde, a VW revolucionou a produção introduzindo aços de alta e resistência na carroceria, bem como conjunto motriz inteiramente em alumínio e escape em aço inox. Essa ousadia e expertise garantiram ao up! cinco estrelas no Latin NCAP.

Up! brasileiro é maior

Poucos donos de up! sabem, mas para se adequar à realidade brasileira, o carro fabricado aqui passou por um longo processo de alterações que levou cerca de quatro anos, desde os primeiros rascunhos até o início da produção.

Foram cerca de dois anos para definir o desenho e mais dois para o desenvolvimento do ferramental de produção para se adequar ao gosto do brasileiro. O porta-malas foi uma parte do carro que foi aumentado. Em relação ao modelo europeu, vendido desde 2010, o Up! nacional ganhou 64 litros no porta-malas, passando de 221 litros de capacidade para 285 litros – com o assento traseiro rebatido, o volume chega a 976 litros.

Para obter esse espaço maior de carga, o comprimento do veículo foi aumentado em 65 milímetros em relação ao modelo europeu, chegando a 3,6 metros de comprimento.
Depois de algumas repaginadas, ele ficou as seguintes dimensões:

Altura (mm): 1.504
Largura (mm): 1.645
Comprimento (mm): 3.689
Peso (Kg): 922
Tanque (L): 50
Entre-eixos (mm): 2.421
Porta-malas (L): 285
Ocupantes: 5

Na traseira, a tampa foi redesenhada para o Brasil, abandonando o modelo envidraçado usado na Europa, para se tornar de lataria convencional.

Outras partes também sofreram mudanças, deixando o veículo um pouco diferente dos produzidos em outros países.

Barato e moderno no lançamento

Para disputar um dos filões mais importantes do segmento, o veículo surgiu com uma série de truques para ser barato e, ao mesmo tempo moderno. Pequeno e veloz, o Up! é uma ótima opção para quem não deseja gastar muito dinheiro com carros.

Isso inclui o pós-venda já que se tratando de custos, o compacto da Volkswagen possui número que poucos carros no mercado conseguem se assemelhar. Muito em razão de ser um veículo Volks, que possui fácil manutenção, desde o Fusca.

Mas aqueles que preferem levá-lo a uma concessionária podem ir tranquilo, pois o Up! possui uma das manutenções de carro mais em conta do Brasil.

Versões

Atualmente ele é vendido em quatro versões: take up!, move up!, cross up! e up! pepper, está última inserida na variante topo de linha antes conhecida como ‘High Up’.

Dentre as principais mudanças da linha 2018, o carro traz parachoque redesenhado, nova grade frontal, luzes em LED e faróis escurecidos, motor 1.0 de 3 cilindros EA-211 e a mais visível, a atualização da central multimídia com o sistema Composition Touch com tela de 5” integrada à parte central do console.

O novo Take Up parte de R$ 38.740 com tendo como destaques “ABS” – freios com sistema antitravamento e “EBD” – freios com distribuição eletrônica de frenagem, desembaçador do vidro traseiro, iluminação no porta-malas, antena no teto, faróis com máscara escurecida e rodas de aço aro 14″ com pneus de baixa resistência à rolagem 175/70 R14 e calotas.

A versão Move Up pode ser comprada com três opções de motor partindo de R$ 50.270 a R$ 55.700 com o TSI sob o capô. Configuram como destaque ar-condicionado com filtro de poeira e pólen, espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico e função “Tilt-Down” no lado direito, “keyless” – sistema de alarme com comando remoto, “easy drive” – direção elétrica, faróis de neblina e “Park Pilot” – sensores de estacionamento traseiro.

O novo up! cross up! Tem valor definido em R$ 58.730 e já traz faróis de neblina com luz de conversão estática, rack de teto longitudinal em “chrome effect”, soleira das portas dianteiras com aplique em alumínio, frisos laterais com inscrição “cross”, rodas de liga leve aro 15″ com pneus de baixa resistência à rolagem 185/60 R15 e “TC” – Controle de tração (M-ABS).

Por fim, o novo up! pepper é vendido por R$ 59.240 e tem como destaques: acabamento interno escurecido (teto e colunas), sensor crepuscular para acionamento automático dos faróis com função “Coming & Leaving Home”, soleira das portas dianteiras com aplique em alumínio, rodas de liga leve aro 15″ com pneus de baixa resistência à rolagem 185/60 R15, sensor de chuva para acionamento automático dos limpadores do para-brisa e teto pintado em preto ninja.

As novidades da linha Pepper incluem volante multifuncional revestido em couro com acabamento em costura vermelha e as rodas são diamantadas e escurecidas.

Central multimídia

Desde seu lançamento, o up! recebeu mudanças interna e externamente. A grande novidade da linha 2018 é a conectividade que é um item opcional e está presente apenas a partir da versão Move TSI. Denominada Composition Phone, o usuário transforma o próprio smartphone na central.

O sistema possui um rádio físico, com tela colorida de 5 polegadas, mas que não é sensível ao toque. A conexão com o celular chega para substituir a central Maps and More, uma tela semelhante a um GPS que ficava ficado na parte superior do painel.

O app Maps & More traz ainda o Think Blue, um econômetro, além de computador de bordo e funcionalidades de mídia e telefonia. De qualquer forma, se você não tem ou não quer usar um smartphone, terá um belo e funcional rádio a bordo do Volkswagen Up 2018. Este ainda traz comandos do ar-condicionado manual na mesma moldura.

A disposição ficou show e recebe elogios de quem já viu e utilizou. “Ficou diferente e ao mesmo tempo bonito. Afinal, quem hoje não dispõe de uma smartphone? Portanto, posso dizer que a montadora acertou em cheio nessa nova central multimídia posicionada abaixo do suporte acoplado para prender o celular”, destacou Everton Soares, proprietário de um up! com essa tecnologia.

Motor continua elogiado

O motor do up!, desde a primeira versão, sempre recebeu elogios. O modelo EA211 1.0 R3 é feito todo em alumínio e vem ainda com sistema de refrigeração independente para bloco e cabeçote, tendo três cilindros em linha e cabeçote com 12 válvulas, dotado de duplo comando variável.

Equipado com sistema de partida E-Flex, que utiliza pré-aquecimento na partida a frio, o 1.0 MPI dispõe de 75 cv a 6.250 rpm com gasolina e 82 cv a 6.250 rpm com etanol. Ele pode ser equipado tanto com a transmissão manual MQ200 de cinco marchas quanto com a automatizada AQ200 de cinco marchas.

Já o outro motor é menina dos olhos da montadora: o EA211 R3 1.0 TSI. Com as mesmas características básicas do 1.0 MPI, o propulsor tem muitos diferenciais que o fazem ser o melhor.

Tudo em razão da turbina com compressor de baixa pressão com intercooler montado no coletor de admissão, bem como três sistemas de refrigeração independentes (bloco, cabeçote e intercooler).

Soma a esse potente motor, a injeção direta de combustível, o que permite melhor rendimento. O 1.0 TSI entrega 101 cv a 5.000 rpm com gasolina e 105 cv a 5.000 rpm com etanol, bem como 16,8 kgfm a 1.500 rpm, independente do combustível usado.

Com esse propulsor, o up! pode de ir de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos com velocidade máxima de 181 km/h.

Quando ao assunto é consumo, o carro também se destaca. Na cidade, ele faz 9,6 km/litro com etanol e 14,1 km/litro com gasolina, enquanto na estrada entrega 11,1 km/litro com etanol e 16,0 km/litro com gasolina.

No caso do 1.0 MPI, o UP 2018 faz de 0 a 100 km/h em 12,6 segundos e no automatizado I-Motion 14,3 segundos. A velocidade final é de 163 km/h e 168 km/h, respectivamente.

Nessa configuração, os consumos urbanos ficam em 9,6 km/litro com etanol e 14,2 km/litro com gasolina para o manual e 9,4 km/litro com etanol e 14,0 km/litro com gasolina no I-Motion.

Na rodovia, são 10,6 km/litro com etanol e 15,3 km/litro com gasolina no manual e 10,6 km/litro com etanol e 15,8 km/litro com gasolina.

“Não existe comparação entre o motor do up! e seus concorrentes. É muito superior. O carro pode ficar atrás na questão de outros itens, parte física e demais acessórios. Mas não tem como negar que o up! é o mais potente entre ele, o Mobi e o Kwid”, revelou Claudio Antonio que tem um up! desde 2016.

Preço atual não agrada

Como já revelado anteriormente quando foi informada as versões do carro da Volks, o preço do up! que sempre agradou o consumidor, sofreu um belo reajuste e tem feito o comprador pensar antes de fechar negócio.

A denominação compacta ficou apenas no tamanho do carro e isso tem promovido em quem pensa adquirir um carro que tem o modelo de entrada custando quase R$ 40 mil uma comparação com modelos seminovos muito melhor equipados e com mais espaços.

Esse efeito tem atingido mesmo aqueles que buscam um carro com motor 1.0 em busca de economia. “Está certo que o carro passou por mudanças e merece um reajuste. Mas hoje é possível encontrar grandes veículos pelo mesmo valor do up! Acho que tem sido o pensamento da maioria das pessoas que saem em busca dele, mas se assustam com os valores atualmente praticados. Cada um com seu gosto e estilo, mas pagar cerca de R$ 40 mil em um carro compacto é para se pensar antes de fechar negócio. Sem dizer que a versão completa chega perto de R$ 60 mil, o que faz o consumidor tender a procurar um carro automático”, disse Almir Oliveira.

Avaliação de venda

De acordo com sites especializados em venda de automóveis, todo carro que possui um ótimo custo-benefício em algum fator primordial para os consumidores — como manutenção, consumo, valor de mercado, etc. — acaba não se destacando em outros quesitos. Mas, se tratando do Volkswagen Up!, o proprietário pode ficar tranquilo com todos os aspectos do modelo.

Essa avaliação contaria aqueles que consideram o valor do carro, meio salgado. Próximo do seu quinto ano de atuação no mercado, o Up! ainda possui ótimos número de vendas, mesmo no ramo de usados. Tanto é verdade que o modelo aparece nas listas mensais da Fenabrave, Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos , que, nesse ramo, normalmente é composta apenas por veículos que possuem muitos anos de vendas.

Esse fato se deve aos custos que o Volkswagen Up! propicia para o seu proprietário. Possuindo a manutenção mais barata do Brasil, o modelo, ainda por cima, é resistente, e deve aguentar, tranquilamente, até os 60 mil km rodados, no mínimo, a não ser que ocorra algum acidente inesperado.

Pilotando Sonhos

Antes de viajar por aí você deve se programar muito bem, olhando o mapa e traçando a rota até o local desejado, isso é muito importante pensando na segurança da viagem e a comodidade, pois quanto melhor o percurso, mais proveitoso será o seu passeio. O Pilotando Sonhos te ajuda a se preparar para a estrada.

Vamos Bater um Papo?